12/02/2007

Fim de jogo

Apita o árbitro e um misto de revolta e tristeza toma conta de mim.
 
Minha noiva me consola, pois estou nitidamente abalado, com os olhos quase lacrimejando. Ela me pergunta se estou bem, eu respondo com aquela cara de decepcionado que está tudo bem.
 
O celular toca. Começo a receber mensagens SMS e telefonemas. Piadas velhas e piadas novas e eu, com bom humor, tento apenas conversar, sem revolta e mantendo a cabeça erguida.
 
Vou trocando de canal, vejo 15 segundos de cada mesa redonda, mas desisto. Não existe nenhuma novidade a ser dita hoje.
 
Na volta pra casa escuto o rádio, acho que quero sofrer mais um pouco, então escuto a inteligentíssima argumentação pós-jogo, com os diversos 'se isso' e 'se aquilo', como se tudo fosse mágica, mas não dá para voltar no tempo.
 
No computador vejo os e-mails, claro, cheio de mensagens sobre o Corinthians. Até parece que o campeão brasileiro foi o Grêmio ou o Goiás. Parabéns pra eles.
 
Sei que chegamos nessa situação por conta da absurda administração de Alberto Dualib, sei que não é o único culpado, mas é o maior deles.
 
A única coisa que me conforta é que ele não está mais no comando do Corinthians, que mesmo na Série B podemos colocar a casa em ordem, diferentemente de outros clubes que cairam e voltaram, o Corinthians tem condições de voltar renovado e mais forte. Dependerá de nossa cobrança e fiscalização.
 
Levante a cabeça torcedor, não perdemos a nossa dignidade e a vida continua, tenha certeza de que dia melhores virão! Pois nós nunca vamos te abandonar Corinthians!
Postar um comentário