12/17/2007

Marta, a melhor do mundo!

'Magic' Marta é eleita a melhor do mundo

A brasileira Marta, de 21 anos, foi eleita novamente a melhor jogadora do mundo pela Fifa nesta segunda-feira, em Zurique, na Suíça. Ela superou a alemã Birgit Prinz, que ficou em segundo lugar, e a amiga Cristiane, terceira colocada. Marta já havia recebido o prêmio no ano passado.

Marta somou 988 pontos. Prinz ficou com 507 e Cristiane terminou com 150 pontos. Os técnicos e as capitães de 137 países votaram na eleição da Fifa (o primeiro recebe cinco pontos, o segundo, três, e o terceiro, um ponto).

O anúncio foi feito de uma forma diferente este ano. Em vez das três concorrentes subirem ao palco e barras irem avançando com o número de votos de cada uma, o alemão Franz Beckenbauer teve a honra de abrir um envelope com o nome da vencedora. Com um elegante vestido preto, Marta recebeu o prêmio e se emocionou. Com uma voz de choro, a jogadora prometeu ganhar mais vezes.

- Quero agradecer a Deus por este momento de grande alegria da minha vida. Depois, quero agradecer as minhas companheiras de clube na Suécia, meus amigos, minha mãe e todos os familiares. Estou muito feliz por está aqui e vou trabalhar firme para voltar outras vezes - disse.

Marta assombrou o mundo da bola com uma das maiores atuações individuais da história do futebol feminino na inesquecível vitória do Brasil sobre os Estados Unidos, por 4 a 0, na semifinal da Copa do Mundo. O pênalti perdido na derrota para a Alemanha na final não diminuiu o brilho da jogadora, eleita a melhor do Mundial. Ela também ficou com a chuteira de ouro ao ser a artilheira do Mundial com sete gols. E foi o destaque da seleção na conquista da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro ao marcar 13 gols.

Curiosamente, a premiação da Fifa seguiu a ordem das vencedoras das bolas de ouro, prata e bronze da última Copa do Mundo de Futebol Feminino, realizada na China, em setembro. Marta ficou com a bola de ouro e superou a alemã Birgit Prinz e a compatriota Cristiane, bolas de prata e bronze, respectivamente, na China.

O prêmio pode ter um duplo gosto de vingança para Marta. Em setembro, ela perdeu o título mundial para Prinz, que fez um dos gols da vitória da seleção alemã na final contra o Brasil. E nas outras duas vezes em que disputou o prêmio da Fifa com Prinz, Marta tinha perdido. Em 2004, a brasileira ficou em terceiro lugar. E em 2005, terminou em segundo.

 
Comentário do Bloggueiro:
 
Sabe qual é o time de coração dela? E você acha que em festa de bambi não ia ter um 'Corinthians' chamando mais atenção? Pois é... Parabéns a CORINTHIANÍSSIMA Marta, a melhor do mundo, pela segunda vez consecutiva!
Postar um comentário