4/26/2008

A mágica dos R$ 13,8 Milhões

Maurício Bardella, do Blog Futebol Negócio, fez uma análise do balanço do time do São Paulo, que vale a pena a leitura e reflexão.
 
E amarrado ao assunto, vejo o comentário de Citadini sobre a tal lei de incentivo ao esporte, questionando sobre quais as empresas que fizeram doações e quem autorizou tal incentivo?
 
A Lei em questão é a de n° 11.438/06 em que clubes de futebol (entre outros) podem apresentar projetos desportivos para construir, ampliar ou reformar instalações esportivas, programas sociais, centros de treinamento, escolinhas de esporte, além de um completo roteiro promovento toda a parte desportiva. Ao ser aprovado o processo, tais clubes podem receber DOAÇÕES e PATROCÍNIOS junto às pessoas físicas e jurídicas com dedução do IR, sendo 6% para PF e 1% para PJ.
 
O Ministério dos Esportes liberou ano passado os 3 projetos para captação, no total R$ 13,86 milhões e o São Paulo captou R$ 12,44 milhões, mas também vale lembrar que conseguiram tais valores em apenas 15 dias, já que o projeto foi aprovado na primeira quinzena de dezembro do ano passado, ou seja, foram movimentados R$ 12,44 milhões captados de pessoas físicas e jurídicas em praticamente duas semanas antes do fim do ano. Tal informação serve para aumentar ainda mais a desconfiança de Citadini (que obviamente já sabe de algo).
 
No Corinthians, conversei em janeiro sobre o assunto com Felipe Ezabella e o Corinthians tem projetos engavetados para se aproveitar de tal lei, porém é OBRIGATÓRIA a CND (Certidão Negativa de Debitos) e o Corinthians tem problemas amplamente divulgados e conhecidos. Lembro-me que Sanchez disse algumas semanas depois de assumir, que algumas dividas só seriam sanadas em 2 anos. Nessa breve conversa com Felipe Ezabella, ele me informou que o Corinthians conta que a Timemania resolver parte do problema, mas que faltaria ainda o IR retido na fonte e não recolhido, cerca de R$ 16 milhões, que o Corinthians tenta resolver e parcelar, podendo assim ter posse da CND e desengavetar os projetos para captação de recursos.
 
Agora sobre QUEM doou tanto dinheiro assim em troca de incentivos no IR, é algo a se questionar mesmo. Será que tem caroço nesse angú?
 
Quer saber mais sobre a Lei? José Ricardo Rezende preparou um livro com o manual completo de como elaborar projetos e captar tais recursos. Saiba mais clicando na imagem do livro abaixo.
 
Postar um comentário