12/02/2008

Goiás, o eterno coadjuvante!

Mais uma vez o Goiás!
 
O coadjuvante preferido dos campeões e rebaixados está novamente na cena. Endurece ou "libera" pro São Paulo? Espera mala branca do Grêmio? Tenta ganhar um dinheiro a mais com a imposição da CBF de mandar o jogo para o Bezerrão?
 
Fato é que o Goiás foi prejudicado, não poderá jogar no Serra Dourada e foi punido pela CBF que manteve o jogo em DF, são 18 mil lugares e uma locação com taxas pra lá de oportunistas.
 
Será cortina de fumaça?
 
O Goiás tentou levar o jogo para o Maracanã, venderia ingressos de R$ 60 a R$ 120, faturando nada mais, nada menos que uma bagatela de R$ 2 milhões! Até foi seduzido a mandar o jogo pra Minas, com tudo pago e ainda a receber uma bilheteria de mais de R$ 1 milhão.
 
Como ganhar dinheiro num estádio onde só cabem 18 mil pessoas, com 10% da renda captada pelo locador, além de R$ 130 mil de locação e mais as taxas e impostos resultando num prejuizo mais do que certo. O jeito é mandar os ingressos a R$ 400 e com uma ajudinha do "meio ingresso" pra quem ajudar os desabrigados de Santa Catarina, quanta bondade!
 
Fato certo é que a CBF e o São Paulo fazem críticas, mas já fizeram pior. Na final do Brasileiro do ano passado, um modesto ingresso de arquibancada foi vendido por R$ 600 pelas mãos de um cambista, alguém se lembra que o São Paulo cobrou R$ 80 por uma partida de libertadores? Aqui se faz, aqui se paga.
 
Assim, o Goiás aparecendo novamente como coadjuvante, me faz lembrar aquela penalidade ridícula voltando 3 vezes com o estádio todo vibrando, então o que me faz dizer que o campeão brasileiro deste ano, será aquele que pagar mais, não pelo que se faz em campo, mas fora dele... mais uma vez.
Postar um comentário