12/29/2008

Doce Padrocinador

Ano passado, o Corinthians caiu e conseguiu R$ 16,5 milhões da Medial, já o São Paulo recebeu R$ 16 milhões da LG, assim como o Palmeiras recebeu R$ 10 milhões da Fiat (R$ 8,5 milhões por contrato e bonificação de R$ 1,5 milhões pelo Paulistão) e o Santos possui contrato de R$ 8,5 milhões com a Semp Toshiba.

Para o próximo ano, por enquanto, somente o Santos segue com o mesmo patrocinador, pois tem contrato vigente. Corinthians, São Paulo e Palmeiras seguem sem patrocínio, será?

No São Paulo, a LG tentou renovar uma parceria que vem desde 2001, mas o clube pediu R$ 25 milhões, a proposta é de manter os R$ 16 milhões, porém o São Paulo flerta com a Samsung e a AOC, porém ao que tudo indica, com valores menores de patrocínio. O São Paulo estuda uma proposta por metas, ou seja, ao conquistar um campeonato, o valor de patrocínio seria bonificado, podendo chegar até os R$ 25 milhões, caso o clube se consagre campeão de tudo no próximo ano. Pessoalmente apostaria na permanência da LG e uma polpuda bonificação pela conquista da Libertadores.

No Palmeiras, a saída da Fiat é uma icognita, aparentemente não existe interesse na renovação. Nos bastidores, afirmam que a Samsung teria oferecido R$ 10 milhões, mas o Palmeiras deseja R$ 15 milhões. A Samsung teria retirado a proposta do São Paulo, pois entende que estavam usando o nome da empresa para leilão, por isso dizem que o negócio está praticamente fechado, mas Della Monica acredita na permanência da Fiat. Outro item relevante é o contrato de material esportivo, onde o Palmeiras conseguiu ampliar para R$ 9,2 milhões por temporada o novo contrato que tem prazo de 3 anos.

No Corinthians, nomes de Bradesco e Emirates ganham força, inclusive recentemente alguns jornalistas e pessoas ligadas ao presidente, apostam na chegada do Bradesco, que pagaria a quantia de R$ 20 milhões, mais bonificação por metas. O contrato com a Nike está sendo revisto, tudo por conta da chegada de Ronaldo Nazário, que ofereceu uma visibilidade ainda maior ao Corinthians, inclusive o jogador que tem contrato com a Nike, já participou de ações como a inauguração de lojas, gravação de um comercial que será exibido na segunda semana de janeiro, além de desfilar as camisas personalizadas para seus filhos Ronald e Sophia, que serão comercializadas a partir de Março.

Faltando 2 dias para o final do ano, dificilmente os clubes farão anúncio oficial de patrocinador, o que existe é um silêncio e muita paciência, pois cada clube aguarda o fechamento do outro para supervalorizar sua própria marca. Façam suas apostas, quem terá o maior patrocínio do Brasil em 2009?

Postar um comentário