1/28/2010

Marcella no Pacaembú: Yes, We Can!

DSCF0603

Prezado (a) Leitor (a),

Primeiramente peço licença e desculpas pelo longo texto, mas a causa é nobre!

Na postagem de hoje, descreverei a campanha que fizemos para levar ao Pacaembu à pequena Marcella Pressi de 4 anos e meio, filha do amigo DJ Marcello Pressi, que tem leucemia (descoberto nos últimos 8 meses).

Há cerca de 10 dias, o pai da Marcella me mandou uma mensagem direta pelo Twitter, pedindo o contato de alguém do Corinthians com quem ele pudesse conversar, pois ele queria levar a filha ao estádio.

Devido à condição atual dela, precisaria de local afastado da multidão, evitando a chuva, ter banheiro (sem ser químico) próximo, entre outras coisas proporcionando um mínimo de conforto e condições que no caso só a Área VIP do Pacaembú poderia proporcionar.

Porém o problema financeiro impedia dele desembolsar R$ 270,00 necessários para comprar 2 ingressos, inteira para ele e meia entrada para ela.

Em Setembro de 2008, consegui por intermédio e ajuda de Rogério Molica e Luiz Alberto Bussab que a cadeirante Isadora se encontrasse com o elenco (veja o relato aqui), então tentei repetir o mesmo caminho.

Participo dos Corinthianos Obsessivos e apresentei o “problema” aos amigos, que se prontificaram a contribuir numa “Vakinha”, então depois de pedir autorização ao Pressi, criei a Campanha Marcella no Pacaembú.

Peguei os e-mails de quem havia se comprometido, enviei para as listas que participo, bem como no Twitter, Facebook e Orkut, neste último apenas para as pessoas que conheciam o Pressi, justamente para evitar rótulos de que a campanha era apelativa ou similar.

Eis que a solidariedade alvinegra superou o propósito inicial, pois recebi de amigos o apoio incondicional, ecoando as mensagens e começamos a arrecadar valores na Vakinha.

O pessoal da Netimão, que conhece o Marcello Pressi de longa data, abraçou a campanha e muitos contribuíram financeiramente e também com apoio moral.

Quando estávamos quase completando 50% do valor, a mensagem da campanha chegou à tela do computador de outra boa alma: Ricardo Taves da Rádio Coringão. A rádio recebe alguns ingressos para as campanhas, geralmente de arquibancada, mas Ricardo Taves conseguiu junto ao departamento de arrecadação do clube mudar para ingressos do setor VIP, após relatar os motivos.

No final do dia, já tínhamos arrecadado 100% do valor, conseguimos os ingressos da VIP e para tornar o dia mais completo, Ricardo Taves conseguiu pra Marcella Pressi uma visita ao Memorial do Corinthians gratuitamente liberada pelo cultural do clube. A Carol da Rádio Coringão acompanhou-a na visita.

DSCF0657

Por questões contratuais com o Pagseguro do UOL, o valor arrecadado só poderá ser liberado em 72h após o encerramento da Vakinha, por isso ainda não tenho como prestar conta de tais valores, porém possivelmente ele será utilizado em uma nova visita ao Pacaembú ou na aquisição de produtos da Poderoso Timão para a Marcella.

No Pacaembú liguei para o Pressi e ele me relatou a felicidade da Marcella, que visitou várias vezes o banheiro da tribuna, mas não desgrudou os olhos do jogo e poderá relatar que viu o 1° gol do Ronaldo no centenário e a estréia de Danilo.

DSCF0654

Este relato fica ainda melhor, pois a campanha também chegou aos ouvidos do apresentador Otávio Mesquita no Twitter, que sensibilizado prometeu acompanhar e ajudar a família Pressi a enfrentar essa situação. Espero que não fique apenas na promessa.

Por toda essa campanha solidária, quero agradecer às pessoas abaixo:

Aos Corinthianos Obsessivos: Fausto Bittar Filho, Eduardo de Amorim, Marcos Paixão Garcez, Carolina Volpe, Eduardo Cunha, Julinho Chagas, Arthur Lobo Braga, Claudio Weinschenke, Fábio Ajbeszyc, Jacinto Júnior, Mirella Ramacciotti, Rodrigo Plotek, Fernando Abrão, Yun e Zuca.

Ao pessoal da Netimão: William Rosário, Waldir Moraes, Alex Sandro, Robson Miranda e Richard Oliveira.

À Marlene Marta do Twitter.

À Rádio Coringão: Ricardo Taves e Carol.

Ao Corinthians: Depto de arrecadação, cultural e as pessoas que deram todo o suporte para a realização desta campanha.

E em especial quem contribuiu na Vakinha (suprirei os valores doados):
Alex Sandro Oliveira, Fábio Trazza, Eduardo de Amorim, Carolina Volpe, Robson Miranda, Janine Sanches Sarão, Waldir Moraes, Richard de Paula Oliveira, Estevam Brayn e Marcelo Lima.

DSCF0659 DSCF0648 DSCF0649 DSCF0650 DSCF0651 DSCF0652 DSCF0653 DSCF0655 DSCF0656 DSCF0647

Encerro este relato pedindo uma atenção especial para a entidade GRAAC, que está dando todo o apoio ao tratamento da Marcella Pressi. Se quiser ajudar mais, ajude ao GRAAC que possui uma campanha bonita e que este blog também abraçará: PRESENTE SOLIDÁRIO.


A Marcella sorriu ontem no Pacaembú, felicidade indescritível, mas que outras tantas crianças também merecem.

Obrigado.


PS. Desculpe se esqueci de publicar algum contato, referência ou nome. Lapso meu...

Postar um comentário