2/11/2009

Lutar, Omitir ou Corromper?

Tenho recebido algumas mensagens questionando os motivos que levam este blog a apoiar a continuidade da equipe da chapa Renovação & Transparência, encabeçada por Andrés Sanchez.
 
No primeiro pleito, para o mandato tampão, fiquei levemente inclinado a apoiar Sanchez pois o considerava o candidato com uma vantagem significativa contra os outros, o fato de parecer o "menos pior", já que nenhum grande nome surgiria para "salvar" o clube e o outro bom nome era cercado de pessoas as quais não confiaria no poder.
 
Vejamos, em pouco mais de 1 ano, faço restrições apenas ao vice Mário Gobbi Filho, que as vezes se perdeu em declarações e acabou se contradizendo em algumas oportunidades, mas nada demais, apenas ao falar que não negociava com jogador tal ou sobre algum assunto que já havia sido informado, faltou uma assessoria de imprensa, outra parte que dedico sérias críticas à administração Sanchez, pois apesar de melhorar muito, ainda pecamos ao brandar atitudes como as recentes matérias do Painel FC da Folha de SP, que deveriam ser mais do que desmentidas, mas combatidas... é questão de opinião.
 
Felipe Ezabella, diretor de esportes terrestres vem trabalhando de maneira árdua para que todos os esportes de sua pasta tenham autonomia suficientes para caminharem sozinhos, sem sugar o social, para tanto voltamos a figurar no Futsal e temos um Futebol Americano, do qual só reclamo de AINDA não ter os uniformes para venda... peca-se o Marketing nisso.
 
Fernando Alba, diretor de esportes aquáticos, transformou as piscinas do clube em uma plantação de heróis, arrancando o 2° lugar nacional, fez um campeonato sem ter um tostão de orçamento e ainda, com a ajuda de seus diretores, conseguir um patrocínio invejado para a natação, teremos frutos maravilhosos este ano e nos próximos.
 
Sergio Alvarenga, diretor jurídico, pessoa justa, integra, com passado limpo, excelente advogado, regularizou quase todos os problemas jurídicos do clube, renegociou contratos, avaliou outros tantos de jogadores, patrocinadores, etc, além de equalizar um depto. que estava esquecido no clube, onde perdíamos muito dinheiro por não ter um corpo jurídico descente, com ele dificilmente perderíamos Tevez, Mascherano e Nilmar.
 
Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing, assumiu a "bucha" de fazer do Marketing Zero, o Marketingo do "qualquer coisa", obviamente que trazer o Ronaldo fez todo o resto parecer bem menor do que é, mas é necessário ajustar várias áreas, alias, minha crítica está na falta de visão na venda de uniformes, que é justificável pelo retorno financeiro que isso dá, bem como no Fiel Torcedor, que já deveria ter mais de 20 mil sócios, mas falta estrutura e divulgação.
 
Aos outros diretores, todos não remunerados, as melhorias são visíveis aos sócios, principais interessados, afinal é fácil ficar criticando atrás do computador, sem aparecer no clube, sem saber o que realmente acontece, rotulando sem conhecer...
 
Resumindo, você pode ter uma visão diferente da minha, achar que sou "cabo eleitoral do Sanchez", mas apenas mostro que ele e sua equipe fizeram o mínimo que se esperava... agora pensemos em quem Paulo Garcia e Osmar Stábile colocariam nas pastas se eleitos, será que teriamos o mesmo resultado, pioraria ou melhoria? Bom, eu sei os possíveis nomes, alguns dão calafrios, alias, tem gente que superfaturava cloro, pãozinho, lotava gasolina de carro de parentes e fazia gratuidade do estacionamento para não-sócios... é isso que se deseja para o clube? Ou está mais interessado em ser do contra, só pra justificar qualquer insucesso do Corinthians?
 
Já disse, ajudo e ajudarei o Corinthians no que for possível... não vou me omitir, por isso hoje, mais do que nunca, quero ver o Corinthians pra cima e pra frente... o resto da frase, se frequenta o PSJ, já conheces bem!
Postar um comentário