2/20/2009

Legião de Lesionados

O Corinthians iniciou sua pré temporada antes de todos os outros clubes, mas o que seria uma vantagem se transformou em uma enorme dor de cabeça devido às lesões do elenco alvinegro.
 
Fora da legião de jogadores que visitaram o CePROO na temporada, apenas 2 foram titulares absolutos e jogaram todos os oito jogos do Timão em 2009: Felipe e Elias.
 
Mano Menezes mudou a configuração do time praticamente em todas as partidas, provocando atuações irregulares e partidas em que a Fiel reclama de alguns jogadores do elenco, sugerindo que estão com a cabeça na Europa.
 
Em campo, com Chicão lesionado, William ganha um novo colega na zaga, o garoto Diego deve atuar desde o início do jogo. Jean, fisicamente debilitado e sempre contestado pela torcida, será poupado e ficará no banco de reservas.
 
Nas laterais, mais um improviso, já que Alessandro, Wellington Saci e Diogo estão lesionados e André Santos, expulso no último jogo e cumprirá suspensão, entra Fabinho na direita e Escudero pela esquerda.
 
Para fazer a ligação, os homens de meio-campo escolhidos por Mano Menezes: Boquita que trabalha sua renovação até 2011 e Douglas que fez uma ótima temporada ano passado, mas que este ano ainda não apresentou seu melhor futebol.
 
No ataque, Jorge Henrique e Souza. Dentinho, recuperado de contusão, deve ser poupado e entrar na segunda etapa.
 
E para solucionar os problemas de lesão do elenco, hoje o Corinthians apresenta seu novo preparador físico Valmir Cruz, que já passou por Palmeiras, Santos, Atlético-MG, pelo futebol japonês e estava no Bahia.
 
O preparador Flávio de Oliveira optou pelo desligamento após proposta de Vágner Mancini que está treinando o Santos e pelo desgaste das críticas que recebeu após as várias contusões musculares do grupo. No Santos, Flávio de Oliveira receberá um salário 3 vezes maior do que recebia no Corinthians.
 
O antecessor de Flávio de Oliveira, o preparador Flávio Trevisan, era criticado pelo elenco pois os exercícios eram considerados puxados e, segundo informações de bastidores, teria batido de frente com o diretor técnico Antônio Carlos Zago.
 
Valmir Cruz chega sob a tutela de Zago, com o qual trabalhou junto no Palmeiras em 95, além da aprovação de Mano Menezes, que referendou a contratação de Cruz, além do desafio de dar continuidade ao trabalho de outro preparador, alinhando o elenco para completar a temporada de maneira adequada e sem o alto índice de lesões do elenco.
Postar um comentário