9/10/2009

Tudo em prol da Copa!

Definitivamente é impossível uma discussão racional e sensata sobre o absurdo uso da máquina pública em prol da utilização do Estádio do Morumbi como a escolha da sede paulista e possível abertura da Copa do Mundo, algo que já sabemos tem 7 anos.

O alvo de meu questionamento é a responsabilidade cívil que tenho, como eleitor e contribuinte, de cobrar nossos políticos o bom uso do dinheiro público, aquele que nos é retirado de salários, IR, ICMS, IPI, IPVA, IPTU e tantos outros artifícios de arrecadação.

Obviamente que sou torcedor do Corinthians e sim, tenho inúmeras ressalvas clubísticas, porém defendo a parte técnica e não apenas uma questão unilateral de auxílio ao time do Jardim Leonor.

Não vou entrar no mérito da doação do terreno e da construção do estádio no passado do governador Laudo Natel e das doações que são alvo até hoje de discussão da ONG Morumbi, afinal o estádio já está lá e mais recentemente o São Paulo passou a loteá-lo garantindo aos seus “patrocinadores” que farão uso daquele lugar na Copa de 2014, legal isso, não?

Não me importo se o Governo Federal autorizar o BNDES a auxiliar clubes na reforma ou construção de estádios, afinal isso também interessa ao Corinthians, ao Palmeiras, ao Santos, a Portuguesa e tantos outros clubes no Brasil, mas me preocupo com o fato do Governo querer investir em estruturas externas em prol dos normativos da FIFA, adequando o estádio aos seus padrões e para tanto, TORRAR O DINHEIRO PÚBLICO EM OBRAS QUE NÃO TEM QUALQUER FUNDAMENTO PARA A PROSPERIDADE DA CAPITAL PAULISTA.

Afinal de contas, quem vai usar a importantíssima linha ouro, que levará passageiros desesperados do Jabaquara e da Santa Cruz do Metrô, passando pelo Aeroporto de Congonhas, atravessando a Bandeirantes em direção ao estádio do Morumbi, com a construção de 3 enormes bolsões de estacionamento? Os milhares de moradores carentes do Morumbi vão agradecer imensamente, fora os torcedores do São Paulo que vão poder finalmente assistir todos os jogos e não apenas finais, semi-finais e clássicos, alguns até fazendo esteira ou lendo enquanto isso.

Se a reforma e a cobertura do Morumbi custarão R$ 300 milhões, sei que é o de menos, afinal o BNDES vai apenas financiar isso ao clube, que pagará em suaves prestações como no sistema SFH. Isso o São Paulo pagará e fim de papo, não é essa a discussão.

Agora usar a Copa de 2014 para construir um ‘Aerotrem’, que inclusive terá sua estação final com passarelas ligadas ao estádio – sim está no projeto que a linha outro terá acesso direto ao estádio – fora a construção de bolsões – 3 no total - é imoral, são mais de R$ 6 bilhões em infra-estrutura, fora o recapeamento das principais vias, sinalizações e tantas outras mazelas para transformar São Paulo em capital do Mundo na abertura da Copa.

Então quando escrevo contra o Morumbi, estou dizendo que sou contra a utilização de um estádio particular para tal propósito, já que a estrutura que será montada para tal, nada auxiliará o estado e seus moradores, coisa que a FIFA deixa claro quando faz suas exigências: Que as obras também atendam às carências da região.

Plano B? Não existe. Apesar de torcer pela construção de um estádio para o Corinthians, em Itaquera, Vila Maria, Interlargos ou no terreno dos Matarazzo na divisa com São Caetano, pouco importa, não faço disso uma campanha em prol do Corinthians. Sei que o presidente e seus diretores e VPs tem trabalhado para tanto, até com informações que não poderia adiantar sob a pena de novas frustrações da Fiel Torcida.

O que quero é uma definição que ajude a cidade, que leve prosperidade à regiões carentes. Quem não gostaria da duplicação da Radial Leste? Do termino do Rodoanel? Da melhoria do sistema de transporte de todas as regiões? Do Jabuca à Parada Inglesa, do Palmeiras ao Corinthians, da ZL à ZS, Por aerotrem, por Metrô, por CPTM, por qualquer caminho que demore menos de 1h para ir e voltar do trabalho?

Quando a Copa acabar, quem é que será o mais beneficiado com tudo isso? A população ou o clube que transformou o estádio em Shopping Center?

E preparem-se, depois da Copa de 2014, teremos as Olimpíadas 2016…

Postar um comentário