1/10/2009

O tabú do estádio

Antecipei a conversa por conta do comentário do leitor Cláudio no post "Lei (complemento)", onde ele considera "muito estranha" a atitude da atual diretoria face a "inevitável construção de um novo estádio em São Paulo".
 
Veja, precisamos ponderar o desejo da torcida com o que se pode realmente realizar. É claro que a Fiel quer um estádio do tamanho de sua torcida, porém existem outros aspectos que não são levados em conta.
 
Quando é publicada uma matéria que o Corinthians "vê com bons olhos" o repasse do Pacaembú, nos moldes do Engenhão ao Botafogo, o que entendemos é que o velho, tombado e oneroso estádio seria "doado" ao Corinthians e que isso seria uma coisa absurdamente ruim. Claro que o Corinthians não irá comprar este presente de grego do jeito que lhe foi oferecido. O Pacaembú só será do Corinthians, se a proposta for de acordo com os desejos do clube e isso significa modernizar o estádio e revisar o processo de tombamento que engessa qualquer realização. Não será amanhã, mas pode ser para um prazo de 1 ano, até que todo o processo de revisão, repasse e reestruturação seja colocado em pauta e seja aprovado. Não vamos "aumentar" o que a diretoria fala, afinal ela seria louca em vetar um estádio que seria repassado de graça, não?
 
A reforma da fazendinha tem outros tramites, seguirá uma reforma voltada para o social, pois este precisa ser gerido, independe de termos um estádio, seja o Pacaembú, seja na Vila Maria, seja em Itaquera... é o antigo desejo de ampliação de uma área que não é usada de maneira adequada, portanto se todo o social está crescendo, a reforma é sim bem vinda, não se engane com matérias especulativas, não é o que foi divulgado oficialmente, a Fazendinha será do social, mas também usada pelo futebol.
 
Peço paciência ao leitor, pois teremos novidades sim sobre o estádio, porém nenhuma informação antecipada será suficiente para dar paz ao coração da Fiel, assim quando o assunto estiver sacramentado, assinado, com a pedra fundamental posta, falaremos muito sobre isso, até lá... tudo que se falar, é pura especulação pra vender jornal, dar ibope e confundir e frustrar a Fiel!
Postar um comentário