1/15/2009

O adeus do corintiano GB

Jovem Pan Online: Geraldo Blota morre aos 83 anos
Por Mariana Riscala
 
O jornalista e radialista faleceu nesta madrugada vítima de câncer no Hospital Paulistano

O jornalista e radialista Geraldo Blota morreu aos 83 anos em São Paulo. Funcionário da Jovem Pan nas décadas de 60 e 70, ele faleceu, nesta madrugada, vítima de câncer no reto, no Hospital Paulistano, na Bela Vista. Nascido em 1925 em Ribeirão Bonito, o jornalista marcou época ao trabalhar nas rádios Tupi e Jovem Pan e nas TVs Record e Gazeta.

Corintiano fanático, Geraldo Blota era o fiel escudeiro do então locutor Joseval Peixoto nas transmissões do futebol da Jovem Pan. Em novembro de 1969, GB foi o primeiro repórter a chegar perto do "Rei Pelé" no dia do milésimo gol, no Maracanã. Na época, ao lado de Joseval Peixoto, o radialista afirmou que o microfone que carregava parecia pesar mais de 8kg.

Ainda em 1969, a Jovem Pan chegou a publicar um anúncio onde dizia "A Bola está com Pelé. O microfone com Geraldo Blota". Irmão do saudoso Blota Júnior, Geraldo Blota ainda foi vereador por cerca de 16 anos na capital paulista. O jornalista parou de trabalhar com o microfone apenas em 1992, quando se aposentou e voltou a viver em Ribeirão Bonito.

Geraldo Blota deixa seis filhos, cinco netos e dois bisnetos. O corpo do jornalista será velado hoje, a partir das 8h, na Câmara Municipal de São Paulo. O sepultamento de Geraldo Blota está marcado para ocorrer no período da tarde, no cemitério da Vila Mariana.
Postar um comentário