6/11/2008

Guerra Lamentável

A maneira irracional como o Sport vem tratando o último jogo da final é digno de um profundo nojo.
 
Total desrespeito ao torcedor, ao estatudo do torcedor e às regras da CBF.
 
Incitando a violência, causando um clima desnecessário e vitimando torcedores do Corinthians, um deles já foi baleado e relatos indicam batalhas campais em vários pontos de Recife.
 
Dirigentes e jogadores prestando declarações amistosas, rancorosas e preconceituosas, bem como a completa desorganização para atender aos pedidos da diretoria do Corinthians que só exigiu o que lhe é de direito.
 
A imprensa local, de maneira despreparada e tendenciosa, tem abordado o tema como o último título que o Sport disputaria, que fará de tudo, dentro e fora de campo para ser campeão, fazendo com que a torcida entre no clima de vencer por bem ou na 'porrada'.
 
O jogador Elias do Corinthians quase foi atropelado ao sair da Van que transportava os jogadores do treinamento ao hotel.
 
Nenhum jornalista anti-corinthiano teria condições de aprovar tamanha insanidade, estamos todos perplexos com tamanha ignorância e tomara que hoje, o Sport sinta o gosto amargo de seus atos absurdos, querendo ganhar tudo no grito, na porrada, na força.
 
O Corinthians não pode deixar isso acontecer, nem ter pena ou dó, o torcedor do Corinthians clama por uma sonora goleada, tão significativa que o estádio estará vazio antes do segundo tempo. Um grande time não precisa deste tipo de atitude para ser grande.
 
Me preocupa a situação, tenho amigos que foram para Recife. Temo pelo pior, não em campo, fora dele.
Postar um comentário