7/02/2008

Ainda sobre o caso Jô

O empresário Giuliano Bertolucci que comprou por R$ 2 milhões os 10% do Corinthians no atacante Jô e que lucraria R$ 6 milhões com o negócio, corre sério risco de não receber absolutamente nada pela negociação do jogador do CSKA para o Manchester City.
 
Segundo o vice jurídico, Sérgio Alvarenga, o CSKA renovou o contrato com o atacante antes da venda, passando a ter os direitos sobre o jogador integralmente e que o Corinthians poderia não ter direito ao valor dos 10% do passe, apenas os valores como clube formador do atleta.
 
O Internacional teve um caso parecido, quando tentou receber parte da venda do zagueiro Lúcio do Bayer Leverkusen ao Bayer München da Alemanha, mas como o jogador renovou com o Leverkusen, o clube ficou com 100% do atleta.
 
Acreditem se quiser... quem será que levou a melhor? e a pior? O tempo dirá...
Postar um comentário