12/21/2011

A gnorança qui astravanca u pogressiu!*

400414_132194630228503_105996559514977_143513_87029457_n

Você acredita nas eleições através de urnas eletrônicas usadas e certificadas pela Justiça Eleitoral? A oposição do Corinthians não acredita!

Segundo o estatuto, no Art. 61: “A votação será feita por meio de cédulas impressas ou mediante a utilização de urnas eletrônicas que venham a ser obtidas junto à Justiça Eleitoral”.

Porém a Justiça Eleitoral não forcece tais urnas, o sistema do TSE é fornecido por terceiros. Esta pequena e sutil interpretação foi suficiente para a oposição se apegar e tentar vetar a votação por urnas eletrônicas.

Tentar “melar” a eleição eletrônica, baseado neste princípio, para priorizar o voto em papel parece ser uma das poucas maneiras de obstruir a democracia. Sim, pois teremos a contagem e recontagem de votos, tumulto e tudo o que já assistimos outrora.

O estatuto que deveria servir para o progresso, entra como ferramenta para o retrocesso. Acredito que exista quem sinta falta do senta-levanta para definir os rumos do clube.

Possívelmente, para evitar embargos na justiça e levar o pleito alvinegro para os tribunais, fatalmente a próxima eleição será por cédulas de papel (ohhhhhh!).

Dia 07, infelizmente, é importante votar na eleição pelo sistema de chapas, pois se isso não ocorrer, cada sócio deverá votar em 200 candidatos ao conselho e o presidente em cédulas, o que realmente será uma verdadeira baderna.

A alteração do estatuto ficará para o ano que vem, onde esperamos não termos mais um  Senger atrasando o progresso do clube sem convocar as reuniões as quais, conforme o cargo dele exige, deveriam ser solicitadas.

 

* O título foi propositalmente escrito errado, o termo correto é “A ignorancia atravanca o progresso”.

** Se propositalmente chamei a oposição de burra? Não, os burros não merecem tamanha comparação!

Postar um comentário