6/06/2011

Responda, se puder…

101109itaquera_f_015

Separamos algumas questões relacionadas à construção do estádio de Itaquera que ainda são uma icognita:

 

Qual será o custo total do estádio?

Inicialmente o Corinthians imaginou, baseado em projetos anteriores, que desembolsaria cerca de R$ 350 milhões por um estádio de 35 mil lugares. A Odebrecht orçou em R$ 1,07 bilhão por 70 mil lugares. O Corinthians espera reduzir os custos para R$ 700 milhões.

 

Quem vai bancar esse valor?

Em teoria, o Corinthians, pois R$ 400 milhões vem de empréstimo do BNDES e R$ 300 milhões em incentivos fiscais da Prefeitura. O Corinthians busca negociar o Naming Rights por R$ 25 milhões ao ano por pelo menos 10 anos. Estudos mostram que o atual projeto poderá render receitas de R$ 100 milhões anuais.

 

Quem pagará pela realocação do duto?

A princípio a Transpetro, porém a concessionária da Petrobrás tenta repassar o custo da obra para a construtora ou para o Corinthians. A obra que inicialmente custaria R$ 4 milhões e ficaria pronta em 2016, hoje está orçada em R$ 30 milhões para solução imediata. Um novo local ainda não foi definido, mas é possível que a Prefeitura tenha que ceder um terreno lateral ao local do estádio.

 

O Corinthians está com dificuldade em pedir o empréstimo ao BNDES?

Enquanto não for decidido o valor da obra e assinado o contrato com a construtora, não é possível solicitar o empréstimo. O que tem ocorrido, nas consultas efetuadas, é o BNDES exigir a participação da empresa no capital garantidor da obra, basicamente um avalista da operação.

 

Quando começam as obras?

Parte da terraplanagem já vinha sendo feita tem alguns anos, atualmente o acordo é de finalizar esta etapa, que pode durar 3 meses. A realocação dos dutos não impede o início das fundações e da obra. O Corinthians tem este período para definir a situação. A obra tem um prazo de finalização em 30 meses a partir da fundação.

 

Será investido dinheiro público no estádio?

Diretamente, não! Não haverá “doação” pelos governos, mas haverá investimentos para ampliação de avenidas, facilitação do acesso ao estádio com linhas de transporte público, complementação do acesso ao Rodoanel e demais melhorias para a região. A Prefeitura tem um programa de incentivo ao crescimento da Zona Leste que complementará o valor da obra. Os incentivos fiscais e isenção de impostos aos estádios da Copa de 14 completam a equação.

 

Quando o contrato será efetivamente assinado para o início das obras?

Em esclarecimento da Odebrecht, as questões sobre o contrato, valor das obras, estruturação financeira para construção serão definidas entre o clube e a construtora nas próximas 8 semanas.

 

São Paulo corre o risco de perder a abertura da Copa?

A possibilidade existe, apesar de ser descartada pelo Comitê Organizador e pelos governos. Qualquer matéria sobre este assunto é mera especulação.

 

Contra quem o Corinthians jogará na inauguração do estádio?

Se a diretoria de marketing permanecer a mesma até a data, suspeito que haverá um leilão para definir o adversário, quem pagar mais, leva!

 

Quando será entregue o estádio?

Se Deus quiser, em Dezembro de 2013! #VaiCorinthians!

Postar um comentário