6/09/2011

Efeito Imperador

Algumas pessoas não lembram, mas Adriano é jogador do Corinthians!

Se não bastasse o completo descomprometimento com sua recuperação, o Corinthians tem colocado panos quentes para não agravar a situação.

Recentemente o Dr. Joaquim Grava se descontrolou com a série de questionamentos sobre a noitada de Adriano em uma boate na Barra da Tijuca.

Como um médico pode dar argumentos para as decisões do clube em deixar o atleta livre? Adriano sempre foi e sempre será uma bomba prestes a explodir e levar tudo que estiver ao seu lado junto.

Ronaldo recebia uma bala por ser quem é, um jogador diferenciado. Adriano recebe uma nota para se recuperar de sua contusão na boate, acho suficiente para entender o desejo de Jorge Henrique, apenas para explicar a situação.

Andrés Sanchez disse que não pode pagar o que o JH pediu, um jogador polivalente, que tem atuado no sacrifício para agradar ao técnico e continuar como titular, mas sabemos que foi ele que roeu o osso em 2009 e tem sido o mais regular e o que menos se contunde. Não se trata de um craque, mas em time que já viveu de Souza e Lulinha, não é a toa que o Internacional deseja ter o atleta.

Então é isso, enquanto um atleta que nem se quer jogou, vai tomando Activia com Johnnie Walker, recebendo uma bala. Quem carrega o piano e roe o osso leva na testa…

Postar um comentário