2/11/2010

Pacaembú ainda é o objetivo

Globoesporte.com: Para ser ‘dono’ do Pacaembu, Timão teria de bancar parte da modernização

O Corinthians não desistiu do Pacaembú, a verdade é que o Corinthians desistiu da concessão e partiu para uma modalidade alternativa, que é a de trocar a locação por investimentos na modernização do estádio.

Para a Prefeitura, não é negócio o atual Corinthians de Ronaldo mandar seus jogos fora. O Pacaembú deu lucro em 2009 justamente por isso, já que em 2008 amargou um prejuízo de R$ 2 milhões.

A questão do Corinthians mandar seus jogos na Arena Barueri é uma forma de mostrar à Prefeitura que o Pacaembú só teve superávit por conta da bilheteria do clube, que mesmo cedendo o estádio para Palmeiras, Santos e até mesmo o São Paulo, não teria o mesmo resultado que nos jogos do Corinthians.

Vale lembrar que a cada partida da Libertadores, o Pacaembú receberá aproximadamente cerca de R$ 400 mil de locação.

O Pacaembú precisa do Corinthians, que por sua vez precisa de um estádio. Se o Corinthians jogar em qualquer outro local, o Pacaembú volta ao prejuizo dos anos anteriores à 2008.

Por isso que a cessão do Pacaembú era discutida “antes” do Corinthians promover qualquer investida em um novo estádio, em Itaquera por exemplo, onde existem 3 propostas diferentes bancando a construção, mas num local bem afastado das outras regiões da capital.

Ao construir um estádio para o Corinthians ou jogar em outro local, o Pacaembú será sucateado futuramente e para a felicidade da “Viva Pacaembú”, o estádio ficaria a mercê de uma cessão para grupos religiosos e aí os moradores sentiriam falta dos dias de jogos do Corinthians.

Já que a cessão não é o caso, a alternativa é transformar o Corinthians em parceiro, ajudando na reforma e cedendo o local para seus jogos. Todos ficam felizes e o projeto de construção do estádio, engavetado.

Postar um comentário