2/18/2010

E se…

No anúncio do patrocinador dos calções do Corinthians fosse anunciado uma contratação de peso, um atacante capaz não apenas de substituir Ronaldo, mas ter qualidade similar e promover um rodízio invejável na comissão de frente alvinegra, além de passar mais confiança no objetivo de conquista da Libertadores?

Obviamente que estou falando de um sonho, um devaneio, uma alucinação que não tem embasamento em nenhuma declaração ou informação privilegiada de bastidores, apenas e tão somente na busca por um jogador que jogue bem na ausência do fenômeno. E não estou sendo irônico.

O nome, independentemente de valores e do qual difícil seria sua contratação, seria o de Liédson do Sporting de Portugal. Na sua breve passagem pelo Corinthians, foi campeão paulista e guardou 10 gols em 14 jogos. De lá até hoje, já contabilizou mais de 100 gols com a camisa do Sporting.

Liédson é veloz, tem boa mobilidade, ótima impulsão, dribla bem, ajuda na marcação, muitos comentaristas portugueses o consideram um jogador completo, onde os números surpreendem. Números que o levaram a tomar uma decisão polêmica: naturalizar-se portugues e defender a seleção de Portugal.

Em janeiro, Liédson se envolveu numa discussão com o então diretor do Sporting e ex-jogador Ricardo Sá Pinto. O prestígio de Liédson o manteve no elenco e causou a demissão de Ricardo Sá Pinto, porém acendeu as especulações de sua saída do time e um possível retorno ao Brasil para colocar panos quentes ao episódio, mas a torcida apoiou o atacante.

Obviamente o Corinthians tem seus setores deficitários ou necessitando de uma boa alternativa de reposição, mas a melhor maneira de montar um time é pensar em fazer mais gols do que tomar, neste quesito vejo como importantíssimo ter um substituto para Ronaldo, se não continuaremos rezando pro Souza ter a mesma sorte que teve contra o Mogi, se é que me entendem.

Postar um comentário