2/16/2011

Temporada de caça

Paulo Henrique Ganso é um daqueles jogadores que gostaríamos de ter em nosso time. No Santos é talentoso, mas vive na sombra de Neymar, o mesmo que foi supervalorizado para seguir no time da baixada. Ganso espera.

Com contrato até fevereiro de 2015, o atleta não esconde que quer reconhecimento, em outras palavras: substancial aumento salarial.

Santos acenou com um acordo vinculado com seus direitos de imagem, porém seus agentes não querem dividir ou vincular a imagem do atleta com o clube. O jogador pertence ao grupo Dis (Sondas) que está em litígio com o Santos que luta para reaver parte dos direitos de jogadores.

Sem um acordo, os empresários do atleta partiram para oferecer o jogador ao mercado para irritar o Santos. O alvo: o Corinthians!

O que nenhuma das partes esperava era que o Timão tivesse a engenharia para não apenas resolver a questão, mas acertar a parte santista e comprar seus direitos pagando a multa. A engenharia era uma composição da Hypermarcas e 9nine (Ronaldo), repassando o atleta ao clube.

A mídia descobriu e noticiou. Andrés Sanchez afirmou ter sido procurado, disse que não negociaria pois não tem dinheiro e não gostaria de passar por cima do Santos. O presidente do Santos confirmou a história.

Quando o ex-diretor e membro da oposição do Santos, Adilson Durante, anunciou em seu Twitter o boato de que a multa teria sido paga, houve um colapso no meio esportivo.

Procurei meus contatos no Corinthians, mas nenhum deles me deu qualquer pista, dica ou indireta. O silêncio apenas me indicava que algo estava acontecendo.

Está claro o interesse dos empresários de querer lucro, está claro que o Ganso quer aumento salarial sem uso do direito de imagem, assim como está claro que Ganso é jogador do Santos com contrato até fevereiro de 2015 e que é desejo dele permanecer, basta apenas atenderem aos desejos de todos.

Ganso já desmentiu oficialmente sua saída para um rival, o Santos tenta blindar-se dizendo que a oposição aproveitou-se da Libertadores para requentar a notícia. Mas e se…

É na capacidade de fabricar milagres que não apenas a torcida do Corinthians, mas quase todos os torcedores apostam, e hoje nem é tão absurdo falar sobre isso.

O que a mídia e a torcida precisam entender é que não é o que acontece na frente das cameras ou microfones, mas o que é costurado nos bastidores. Nem sempre o jogador vai para onde quer ou mesmo recebe quanto acha que vale, em algumas situações eles apenas vão para aonde lhe mandam ir… simples assim!

Postar um comentário