8/23/2010

Quem era exemplo, errou TUDO em 2010!

chocolate O time que mais contratou para a temporada 2010 após a derrota para o Corinthians, acendeu a luz vermelha e segue expondo feridas e erros.

Conhecido por contratar a “custo zero”, este ano foram 14 reforços, mas nem todos eles permaneceram no clube. Cicinho, André Luis, Carlinhos Paraíba, Léo Lima e Marcelinho Paraíba chegaram e já foram embora.

Jogadores renegados no clube fazendo sucesso ou com boas atuações em outros, como Washington que saiu queimado e retornou ao Fluminense jogando bem e marcando gols, Mazola que é um dos destaques do Guaraní e Henrique no Vitória. Até Marcelinho Paraíba já joou no Sport fazengo gol e dando duas outras assistências.

Com a saída de Ricardo Gomes, cujo contrato não foi renovado – uma nova maneira de dizer que ele foi demitido – e sem alternativas, viu em Sergio Baresi a solução caseira para ser o atual treinador, um interino até o final do ano, mas que pode estar esquentando o banco para Paulo Autuori, Luxemburgo ou mesmo Goran Erickson que treinou a Costa do Marfim na última Copa.

A tão criticada camisa do Corinthians, após vislumbar um patrocínio recorde e deixar a parceria de 9 anos com a LG escapar, acabou virando exemplo, assim a estratégia de lotear a camisa tem fechado contratos de curto prazo. Comemorou-se bater o valor do ano anterior, porém sem apresentar quaisquer números oficiais, algo comum no Jardim Leonor.

E como explicar o que estão fazendo com o Dagoberto? Nitidamente se tornando o bode expiatório da eliminação na Libertadores, desprestigiando o jogador e desvalorizando-o ainda mais.

Gente que não joga e não é nem aproveitado com contrato renovado, fisiologista dispensado por telefone após 25 anos de trabalho, estádio fora da abertura da Copa de 14 e com apenas 2 pontos da zona de rebaixamento, está tudo bem no Jardim Leonor! Pra ajudar, nas próximas rodadas, o Tricolor pega o Vasco e o líder do campeonato… Que fase!

Ainda bem que este ano, pelo menos, venceram a Copa SP. Não passará em branco.

Postar um comentário