8/19/2010

Baú Vertebrais: 1992 - Corinthians 3 x 1 Cruzeiro

 

28 de Junho de 1992 no Pacaembú, o Corinthians jogou contra o Cruzeiro, válido pelo quadrangular semi final do Campeonato Brasileiro. Naquela época, 8 equipes dividiam 2 grupos e o vencedor ia direto para a final.

Mas o que um jogo comum de semi final tem de tão interessante para ser lembrado por este blogueiro?

O Corinthians tinha se sagrado Campeão Brasileiro de 1990 (o 1° da história do clube), recebido a taça dos invictos 1990 e Campeão da Super Copa do Brasil 1991, o elenco era formado pelo goleiro Ronaldo, na defesa Baré e os laterais André Barbosa e Giba, no meio Ezequiel, Marcelinho Paulista, Neto, Paulo Sérgio, Wilson Mano, Márcio Bittencourt, no ataque Viola. Técnico? Basílio.

Um time de ‘responsa’ e saudoso. O gol do Neto foi resultado de um lançamento de Viola fazendo cover de lateral, ainda na defesa, Neto faria uma corrida com consciência para finalizar e marcar o 3° gol do Corinthians para a alegria de 26.575 torcedores presentes no Pacaembu.

Neste jogo, apesar de ingresso na mão, fui impedido de entrar no estádio pois segundo a PM, já estaria lotado. Tentei de tudo para ingressar no Pacaembu. Acabei subindo até a parte “VIP” das cadeiras cobertas e acesso a tribuna, após conversar com uma equipe de TV que fazia cobertura no local, percebi uma movimentação para proteção de torcedores do Cruzeiro não uniformizados.

Para o Cruzeiro, o jogo nada valia, já estavam praticamente fora do páreo e a torcida não chegou a ter mais do que 200 torcedores para um local onde servem 2.000.

Escondi minha camisa, invadi a fila, entreguei o ingresso que o bilheteiro nem conferiu e me afastei do grupo de cruzeirenses, me acomodando confortávelmente ao lado de outros torcedores que após sacramentada a vitória, vi que eram corintianos também que fizeram a mesma coisa que eu.

Com a vitória, a PM tratou de liberar a torcida mais cedo, mas ficamos alí, meia dúzia de invasores comemorando a esperança de dias melhores!

Postar um comentário