3/29/2010

Lições e cornetadas do domingão

Com 4 gols do São Paulo, o Corinthians venceu o clássico e segue fora do G4 em 5° lugar faltando apenas 2 jogos para o fim do turno.

Dos 6 pontos em disputa, o Corinthians só pode chegar em 3° ou 4° lugar com tropeços de Prudente e São Paulo, bem como torcer para Portuguesa, Botafogo e São Caetano pontuarem menos. Segundo o site chance de gol, o Corinthians tem 50,3% de ir para as semi-finais.

A partida, apesar da chuva de gols, demonstrou a fragilidade do gol alvinegro sem Felipe e a incapacidade do time atuar concentrado na pressão do adversário. Mano ganhou esta mais por sorte do que por competência.

O árbitro estava LOUCO pra detonar 2 jogadores, amadorismos aos dois times, um em encenar o outro por provocar, sem Dentinho e sem Washington, o Corinthians perdeu a irreverência e boas jogadas e o São Paulo a referência no ataque, pior pro São Paulo.

Obviamente que o torcedor está feliz em vencer um clássico, com o sonoro número de 4 gols, mas precisamos entender que a construção deste placar foi adverso. E se o Dentinho fosse expulso sozinho? E se o Rafael Santos tivesse pela frente um time com 11 e o Corinthians com 9? Alias, sem o 9, que tem crédito pelo que já fez, mas tá devendo este ano. E aí, como seria?

Chuva, policiamento reforçado do lado de fora do Pacaembú, sem barracas de dogão ou pernil, pois a fiscalização foi forte antes e depois do jogo, preliminar com deliciosas jogadoras de camisetas diferentes atrás da bola antes da partida, apresentação da nadadora Poliana Okimoto, ingredientes de um domingo cheio de alternativas e HAJA CORAÇÃO, AMIGO!

Parabéns ao Corinthians pela vitória, mas não podemos esquecer que o jogo deixou muitas dúvidas, do outro lado era o São Paulo do Paulistão e nós o Corinthians da pressão da torcida no “apoio” aos treinamentos, pelo visto, deu certo.

Postar um comentário