11/25/2007

O plano da oposição

Sem defender ou condenar A ou B, um grupo de conselheiro do Corinthians, opositores a parceria MSI/Corinthians, conseguiu melar o maior trunfo dos envolvidos, apenas manipulando os bastidores da política de Brasília ao promover uma MP incluido o Brasil no tratado de extradição para exilados russos, evitando que Boris Beresovisk aportasse no Brasil com a mala cheia de dólares.
 
Uma jogada inteligentíssima, diga-se de passagem, pois a mídia deixou passar desapercebido, pois focava na crise entre Kia x Dualib.
 
Agora, com Sanches no poder, alguns opositores estão ajudando o Corinthians e sua administração, porém outros continuam em suas frentes de batalha, prontos para atacar, pois não se preocupam com o Corinthians, mas sim por questões políticas e na sucessão de Sanches em 2009.
 
O plano? Transparência!
 
Um simples encontro, uma reunião de portas fechadas, um encontro casual, qualquer coisa será base para usar o termo transparência. Tal atitude visa minar a imagem de Sanches, que cresceu assustadoramente nos primeiros dias de presidente, causando enorme transtorno aqueles que esperavam justamente o contrário.
 
Gente torcendo e muito para o time cair, apenas para conseguir o poder na próxima eleição.
 
Neste maldito jogo de xadrez, ninguém pensa no Corinthians, ao invés de ajudar, parecem crianças marrentas, fazendo birra por não conseguir o que se quer.
 
Acorda Corinthians!
Postar um comentário