11/07/2007

Interprostituição

Certa vez, Grafitte salvou o Corinthians do rebaixamento, revoltando a torcida do Sâo Paulo, que queria a derrota de seu time para colocar o Timão na segunda divisão. Grafitte não tem nenhum passado alvinegro, tão pouco vínculo com o clube, apenas jogou como qualquer outra partida, jogou para vencer e assim o fez.
 
Agora a história é bem parecida. O Internacional terá sua última partida do brasileiro contra o Goiás, que é o principal adversário do Corinthians na luta contra o rebaixamento.
 
Possivelmente esta partida poderá decidir se o Internacional ficará com a vaga da Copa Sulamericana em caso de vitória ou se o Corinthians será rebaixado, caso esteja empatado em pontos com o Goiás com vitórias a menos.
 
Vejamos, o discurso do Goiás é que o Corinthians foi favorecido em 2005, afirma que houve 'mutreta', apesar da derrota do Corinthians no Serra Dourada, onde o Timão deu a volta olímpica e comemorou seu tetra, buscando forças extra-campo para que o árbitro da partida na dúvida, não apite a favor do Timão.
 
Já o discurso do Inter é, digamos, interessante... dando férias para seus jogadores e já pensando em excursões em Dubai, pleiteando patrocínadores e deixando o brasileirão de lado. Será realmente que existe alguma preocupação?
 
No último jogo, será que o Inter, que chora o título de 2005 até hoje, seria capaz de entregar o jogo para ver o Timão descer? Nilmar, Magrão e cia seriam capazes disso ou será que a diretoria nem os colocará em campo? Essas e outras só saberemos ao final do campeonato.
 
Que São Jorge nos proteja!
Postar um comentário