11/18/2007

Era uma vez Flamengo

O Flamengo acordou e está disposto a dar um verdadeiro baile nos adversários.
 
A loteria timemania aliviará a imensa dívida do rubro-negro, que chega a dois Corinthians, mas é uma crise tão antiga que perdeu seu glamour de boletim diário.
 
Inclusive o Flamengo não tem estádio e com ingressos promocionais de R$ 5 acaba lotando o Maracanã, casa deles assim como o Pacaembú é do Tmão, que se fizesse tal promoção, lotaria sempre o Morumbi.
 
Sua torcida é apaixonada, podemos dizer que está 'pau-a-pau' com a do Timão, mas ambos não aproveitam essa força.
 
Um grupo de investidores, alguns suspeitam que a MSI está por de trás, conseguiram equipar o time com bons jogadores e manter outros. Ninguém questiona Fábio Luciano por optar pelo mengo em detrimento a Corinthians, Cruzeiro e Grêmio, e olha que no mundial de 2000, o jogador reclamava da cidade maravilhosa dizendo preferir outras capitais. Parece que o bolso falou mais forte.
 
Mas o Flamengo acordou, quer o modelo de administração do São Paulo e o apelo popular do Corinthians, quer ser o maior dos melhores, quer a Libertadores, quer desbancar o Fluminense, quer ter de volta o glamour de outrora.
 
Infelizmente querer não é poder.
 
O Flamengo respira aliviado pois a CPMI MSI/Corinthians, erroneamente denomidada assim para designar uma comissão que investigaria parcerias, não foi à frente.
 
Assim podem dormir tranquilos e continuar acordando por tempos melhores ou não.
 
 
Postar um comentário