11/03/2007

Cartão de Ponto

Funcionários que trabalham no Parque São Jorge já reclamam pelo fato de a diretoria ter ressuscitado o cartão de ponto. O presidente Andrés Sanches não quis nem saber. Ao perceber que a situação deixada por Alberto Dualib estava incontrolável, apelou para o método. A determinação ainda não atingiu o departamento do futebol profissional. Mas já existem jogadores perdendo o sono com a "ameaça".
 
Por Vagner Villaron do Diário de São Paulo.
 
Postar um comentário