5/02/2011

Classificação merecida fora de campo!

É fim de jogo e recomeça o #mimimi adversário que preencheu os jornais durante a semana toda.

Confesso que durante as cobranças pensei muito sobre o time em campo, que passou boa parte da partida com um jogador a mais e ainda assim sofria defensivamente. Valeu Tite!

Pelo futebol apresentado em campo, o Corinthians não merecia a classificação, mas frente à pilha que o adversário imputou, saiu moralmente fortalecido com a justa classificação.

O técnico Felipão melindrou-se antes, durante e depois do jogo por qualquer assunto. Reclamou do jogo ser no Pacaembú, da carga de ingressos ao adversário, da escalação do árbitro e anunciou uma premeditação nebulosa apontando 26 jogos em que o Palmeiras foi – teoricamente – prejudicado.

Os jogadores Kleber e Valdivia aproveitaram o Twitter para desabafar xingando torcedores do Corinthians de ‘mulambo’ e ‘corno’, justificando que a partida foi roubada.

O Jornal da Tarde precisa se explicar “como” conseguiu prever a escalação do árbitro e quem são as pessoas que supostamente teriam indicado e concordado em tal decisão. Vale lembrar que a escolha do árbitro é feita por sorteio.

Felipão esbravejou por jogar no Pacaembú, disse que o Morumbi foi vetado sem dar nomes e pode até ter atacado a própria direção do Palmeiras sem querer.

E o acordo de cavalheiros entre Corinthians e Palmeiras foi pro limbo, reservaram o chiqueirinho para a torcida alvinegra e sequer conseguiram lotar o Pacaembú.

Na partida, com o árbitro pressionado, Kleber resolveu virar o dono da bola e irritantemente tentava encenar faltas e discutia muito com jogadores do Corinthians. Tomou amarelo e Felipão foi ao inferno esbravejar.

Clima quente e Valdívia mandou seu chute no vácuo, jogada tão comentada e falada nos últimos dias, mas algo deu errado. Sentiu lesão e pediu para sair, de El Mago virou – novamente, diga-se por ‘sumir’ da partida – o Mestre dos Magos.

Danilo, mais uma vez, em jogada pra lá de perigosa, num carrinho desnecessário e violento, QUASE manda Liédson para o DM.

Jogada em que Arnaldo César Coelho, comentarista da Globo afirmou que os dois entraram com deslealdade. Ora Arnaldo, você queria que o Liedson ficasse com o pé de apoio para sofrer uma lesão que poderia tirá-lo do futebol sabe-se-lá Deus quando voltaria para satisfazer seus comentários pouco tendenciosos?

Tudo bem, o jogo foi explosivo mesmo e o PC desferiu cartões até o final do jogo. Eu mesmo não acredito que nenhum jogador do Corinthians tenha chegado ao final da partida sem uma expulsão.

Por isso, pelo Fair Play, pela situação e o Corinthians apenas lamentou os ingressos, prestigiou a árbitragem, não fez circo e resolveu jogar futebol, ou pelo menos algo parecido com futebol, até chegar nas penalidades para a tortura de quem corneta o Julio César.

Nosso querido “Lacoste” garantiu a vaga, agora vem o Santos de Elano, Neymar e Ganso. O Santos recebe o adversário que não queria, que mesmo apresentando um futebol pífio, ostenta um símbolo de raça, superação e sorte.

Saravá, São Jorge, vamos precisar! #VaiCorinthians!

Postar um comentário