5/31/2009

A crise dos derrotados

crise

“O Corinthians foi goleado pelo Santos e entra em crise!”, diriam os mais exaltados da mídia.

Até Mancini valoriza nosso segundo time titular, sim, não temos reservas, temos ELENCO, era o Corinthians em campo, técnico do Corinthians era titular, camisa cheia de propaganda, escudo do clube, sim… era o Corinthians, pelo menos querem acreditar nisso.

O goleiro era o JC, o segundo no comando do gol, mas a verdade é que sem ele, a goleada seria, seria, seria digna de lavar a alma de Nelsinho Baptista! De fazer Pelé saltar socando o ar! De mostrar que o Santos é grande, enorme, gigante, que recentemente ganhou um bonus num almoço dos 4 grandes (alias cadê a Lusa? – se tem Santos, tem que ter a Lusa, pow!) do co-irmão-do-bem São Paulo pra jogar em seu loteado e abandonado estádio.

O Lulinha foi expulso, justo, justíssimo, o titular Lulinha, o novo Maradona! O Souza deu show, perceberam como ele joga demais? Cara, ele é o novo, o novo… Romário! É Romário! Mas Romário contundido, chapado de cerveja e ligeiramente dopado de lexotan! Ainda não entendo QUEM consegue entender esse cara no Corinthians, até o Neto faria melhor (estou falando muito sério)!

O Santos jogou como Santos, mas o Corinthians jogou como treino, aproveitou quem queria estar em campo, afinal o Moraes jogou até bem nesse mar de ruindade, mas que vá para o Flamengo do Imperador da Favela, será bom para todo mundo.

Comemore Santos, depois de amargar o vice do Paulista, é o que resta, comemorar a vitória sob o todo poderoso segundo time de titulares do Corinthians, mas já aviso, terá volta, será no Pacaembú, até lá o time não será o mesmo, tão pouco o placar, lembre-se que o Pelé já parou de jogar!

Postar um comentário