10/04/2011

Estádio: Abutres em pânico!

E o Painel FC (Folha/UOL) revelou o descumprimento do acordo entre o Corinthians e o MPF com relação à remoção dos dutos da Transpetro e concluiu que a obra seria embargada.

Destacamos no texto as seguintes afirmações:

“O clube, por sua vez, afirma que o documento foi entregue ao MPF na quinta-feira, com todas as licenças que autorizam a execução da retirada dos dutos… No entanto, de acordo com o MPF, o termo não chegou ao gabinete do procurador que cuida do caso, José Roberto Pimenta Oliveira, o que já caracteriza que o Corinthians perdeu o prazo.”

Ferrou!, diriam em tom festivo os que torcem para isso realmente acontecer, mas a história não é exatamente a “verdade” que foi anunciada pelo Painel FC (mais uma vez, diga-se).

Ocorre que toda a empresa pública, como a Transpetro, tem procedimentos especiais que, mesmo sem limite de prazo, devem ser cumpridas a risca, sem choro, nem vela.

Os documentos que devem ser entregues para a MPF ainda não estavam finalizados pela Transpetro, assim o Corinthians entrou em contato com o Procurador da República para informá-lo sobre isso.

O Procurador, ficou ciente e aceitou as razões apresentadas e solicitou apenas que ele sempre fosse previamente notificado, como tal fez o Corinthians, sobre os procedimentos e aguardaria.

Obviamente prevaleceu o bom senso, algo que parece não existir na redação da empresa jornalística supra citada, afinal falar que o embargo é eminente soa mais sensacionalista que expor os fatos reais e explicar o que realmente ocorre.

Depois colocam uma notinha de retificação que quase ninguém lê e está tudo certo.

Postar um comentário