8/08/2011

Óleo quente…

Quando Tite anunciou o reserva Danilo como titular no gol contra o Patético do Paraná, o processo de fritura de Renan era inevitável, só seria salvo por uma péssima atuação de seu substituto.

Em campo, Danilo deu conta do recado, foi seguro e faltou sorte para defender a penalidade fantasma ocorrida no mergulhador de aquário Nadson.

Renan falhou na estréia, mas era estréia e foi tolerável, porém falhou em todas as partidas que jogou. Sentiu a pressão, afinal o garoto tem apenas 19 anos e uma carreira pela frente, mas ficará marcado por tremer vestindo a camisa do Corinthians.

Julio Cesar volta contra o SNPSM, mas tem quem prefira a manutenção de Danilo, pois as atuações no início da temporada quando o Corinthians foi eliminado precocemente de uma competição, quem foi fritado, além de Ronaldo e Roberto Carlos, foi nosso arqueiro. Justo? Em parte, todos tem sua parcela de culpa.

Renan precisa parar de reclamar dos treinamentos, agora que percebeu ter deficiencias que precisam ser aprimoradas com muito treinamento. Não está mais no Avaí para jogar “a vida” contra um timezinho qualquer. É gol do Corinthians que defende e não é um clube para aventuras ou experiências. Não dá pra errar, continuar errando e continuar de titular.

Postar um comentário