9/08/2010

Encontro Proibido

Segundo o jornal Folha de São Paulo, Kia Joorabchian estaria no Brasil para apresentar ao Corinthians proposta com Naming Rights da Emirates para o Estádio de Itaquera, porém Andrés não se interessou pela proposta.

Bastou o Kia pisar em solo nacional para deixar a mídia em pane. Os mais entusiasmados já revelaram que o Kia ajudaria na construção do estádio, que traria o Carlitos Tevez de volta pro Corinthians se este se classificasse para a Libertadores 2011 e por aí vai.

Não tenho procuração para defender ninguém, mas o assunto é requentado de tal maneira dando a impressão que Andrés e Kia são cumpadres, chapas, amigos, companheiros de jornada, quase sócios. Não é preciso dizer que a parceria com a MSI deixou o Corinthians com a banda podre, perdendo bons jogadores e fazendo com que as contas pipocassem no PSJ.

A culpa da MSI estava na origem do dinheiro, a culpa do Corinthians estava na diretoria que queria ganhar dinheiro fácil do parceiro na ‘mão grande’, resultado este que Kia continua solto, continua negociando com times de futebol do mundo inteiro, Dualib perdeu o trono, a carteirinha de sócio e foi condenado pela justiça, o Corinthians, sobrou-lhe o o resto e as contas, saldou a dívida com a parceria, entrou em outra maior com o fim dela.

Negociar com Kia? Qualquer um pode, menos o Corinthians de Andrés Sanchez. Será?

Postar um comentário