7/23/2009

PAC da Copa

Faça o seguinte questionamento sobre o que seria melhor para o futuro da Cidade de São Paulo:

1) Uma linha exclusiva do Jabaquara até o Morumbi passando por Congonhas

2) Duplicação da Radial Leste até o trecho Leste do Rodoanel

Qual desses projetos deveria aliar entre necessidade e prioridade? Quantas pessoas cada projeto atenderia e quanto custaria aos cofres públicos?

A estimativa de custos das obras para São Paulo está na ordem de R$ 36,44 bilhões, tal estimativa contempla obras de infra-estrutura, construção de centros de treinamento, reforma de estádio, aeroportos e projetos de incentivo ao turismo, saneamento, energia, saúde, segurança e adequação do trânsito e transporte público às exigências da FIFA.

O Governo Federal garantiu R$ 3 bilhões para obras exclusivas para a Copa de 2014, mas pretende lançar um PAC da Copa, que ajudaria principalmente o estádio do Morumbi, provável palco da abertura da Copa do Mundo, conforme informado pelo Ministro do Turismo, Luiz Barreto: “É natural ter a abertura na maior cidade do Brasil e a final no Maracanã, principal arena esportiva do país, palco de 1950… Em São Paulo já temos um estádio pronto, essa é a vantagem”, descartando a construção de uma nova arena.

O problema da Copa 2014 não é a abertura ser no Morumbi, inclusive não sou contra isso, mas sou contra o uso da máquina pública em prol de uma única agremiação, que se privilegiará por longos anos de tal benevolência. Sou contra o investimento que poderia-se construir uma nova e funcional arena do que a reforma de um estádio particular de uma única torcida. Isso vale para o Beira-Rio e pra Arena da Baixada.

Algumas pessoas podem argumentar que o Lula está ajudando o Corinthians, mas para as mesmas eu questiono: Ajudando em que? Arrumar nomes de empreiteras? Faça-me o favor de começarem a ler matéria decente e realista e não factóides de blogueiros recalcados.

Estamos por vias de presenciar o maior espetáculo financeiro de todos os tempos, se ficarmos calados, será mais uma goela abaixo que pagaremos por longa data. Se o Morumbi será a abertura, que procure parceiros para tal. Esperar a ajuda Federal por tal investimento é imoral!

Postar um comentário