7/02/2009

Conheçemos o Inferno…

…mas convenhamos, o que deveria ser o inferno pra nós se tornou um verdadeiro e inacreditável paraíso!

A torcida colorada acreditou muito mais do que o próprio time em campo, pois se era difícil encarar o Inter, imagine num Beira-Rio lotado, com seus torcedores motivados e incendiando o jogo?

Mas o Inter jogou completo, com seus titulares, mas convenhamos que o Inter jogou melhor no Pacaembú, onde o Corinthians foi pra cima e marcou 2 sem levar nenhum, só nisso já começava a marcar seu nome na taça, pois as duas mãos já estavam nela!

Jorge Henrique foi o nome da final, foi decisivo, correu, marcou – alias baixinho de pernas tortas – fez as vias de volante e atacante, destacou-se num equilibrado time regido pelo tiozão do churrasco e dono da bola, Ronaldo.

Mano conseguiu armar um time coeso, com ou sem o tiozão do churrasco, surpreende e envergonha os adversários, que na base da apelação, reunem todo o tipo de anti-jogo: promovem DVDs com erros de arbitragem pró-Corinthians, exaltam ânimos de seus jogadores e faz com que um deles chame o outro para briga e até tacam pedras para ferir nossos jogadores, como ocorreu com Marcelinho que tomou uma pedrada na cabeça. Até o Felipe Andreoli do CQC apanhou no Beira-Rio… que gente descontrolada!

Li que ao final do jogo que a torcida colorada aplaudiu seus jogadores, mas tinha torcida ainda em campo no segundo tempo? Bom, ninguém esperava uma carimbada dessas no centenário justo contra quem? O Corinthians!

É… o mundo dá voltas e desta vez fez o feitiço virar contra o feiticeiro. Porém ainda não acabou, o Corinthians quer o Brasileiro, acreditem, não terá pressão nenhuma pra tê-lo, mas jogando como vem jogando, vai conseguir com um pé nas costas e com o tiozão do churrasco no comando da bola! Vamos comemorar…

Postar um comentário