6/22/2009

Pipoca na panela

02_05 Uma deliciosa crise abate o time da Vila Sônia, mas o que ocorre com o “clube modelo” para voltar a vala comum? Afinal demitir o melhor técnico do Brasil nos últimos anos por conta de mais uma eliminação na Libertadores? Será que o prestígio que o técnico tinha, por também ser torcedor tricolor, acabou? Será que punir apenas ao técnico saia mais em conta do que reformular parte da equipe ainda no meio da temporada?

E ainda na série de perguntas sem respostas: O que dizer da contratação de Ricardo Gomes para o lugar de Muricy Ramalho? O que a torcida tricolor achará quando souber que Ricardo Gomes é genro de Ricardo Teixeira? O time da Vila Sônia estaria apostando no lobby para ter seu estádio como sede paulista da Copa de 2014?

O clube modelo chega a metade do ano com inúmeros problemas: Amarga prejuizo com seu elefante branco com a falta de jogos do Corinthians, tanto que cedeu gratuitamente o estádio para o Santos em troca de porcentagem na venda de ingressos afim de reverter o quadro negativo. Esnobou proposta milionária por Hernanes e aguarda o desfecho da transação de Kaká para saldar outras dívidas, como o atraso no pagamento dos salários. Sim, Leco negou tudo em um programa esportivo, mas outros jogadores tem insistentemente abordado o assunto em “off” com os jornalistas. Além de tudo isso, a Copa de 2014 se torna uma preocupação, já que durante o último ano, o clube não chegou a ter nenhuma proposta de iniciativa privada para a reforma do estádio, fatalmente acontecerá o uso da máquina pública, algo que parece inevitável.

Eis que surge o clássico contra o Corinthians, em situação inversa, sem dó marca 3 x 1, porém sem acelerar demais, já que a missão do Timão era pontuar, mas um saldo de gols bem que ajudaria o time na soma final dos pontos corridos e afundaria o time da Vila Sônia ainda mais.

Rebaixamento? É cedo para discutir o assunto, mas Ricardo Gomes terá que mostrar pulso firme e muita criatividade para tornar o mesmo apático time de Muricy no vitorioso time de Ricardo Gomes. Dizem que ele é um Dunga melhorado, mas Dunga tem os melhores para colocar em campo, já Ricardo…

E por fim, a discussão do Mano com Milton Cruz, onde o Marco Aurélio Cunha vem para fazer fumaça, discutir sobre o que falou o técnico do Corinthians para tirar o foco, lição aprendida com maestria com Luxemburgo. Eu já vi esse filme em 2007.

Postar um comentário