6/17/2009

Mudam as moscas, mas…

Cidadania.com: Eduardo Guimarães fala do novo comercial da Folha

A nova propaganda da Folha de São Paulo invadiu o horário nobre das tevês enfiando em nossas casas as caras da turma toda.

Clóvis Rossi, Barbara Gância, Gilberto Dimenstein e todo o resto do principal séquito midiático do PSDB paulista.

Todos entoando versos da música do mestre Raul Seixas que aludia a perturbação de alguém por outrem.

O fracasso lhes subiu à cabeça, pelo visto. A direita é assim: mudam as moscas, mas a merda continua a mesma.

(Leia o texto de Eduardo Guimarães na íntegra no link acima)

PARA QUEM TIVER ESTÔMAGO, O VIDEO ESTÁ AQUI…

Comentário: O resultado do comercial, que pretendia mostrar as moscas nos atormentando, mostrou apenas o verdadeiro local onde tais moscas vivem a zumbizar, ou seja, onde houver carniça ou escremento, lá será o seu lugar!

É a velha máxima, um escreve o texto que será contestado – pois foi escrito sob o calor da emoção e sem razão ou defesa, mas não adianta, pois no dia seguinte, outro texto ocupará o seu lugar, pois existe quem viva de informação e outros que vivem de especulação – e só FALHA!


Add de última hora: Obama mata mosca durante entrevista... [Uma a menos!]
Postar um comentário