11/30/2012

Quando bate o desespero alheio…

Quanto falta?”, foi a pergunta que mais os torcedores do Corinthians fizeram após a primeira final contra o Boca em La Bombonera, afinal era difícil esconder a ansiedade pelo jogo de volta no Pacaembú.

A estréia no Mundial de Clubes este ano, não é diferente. Por isso ler algumas matérias é credenciar-se ao riso, tamanho o desespero alheio em provar o abismo que separa o Corinthians do Chelsea.

Na ESPN, Lucas Borges publicou que o elenco corintiano leva goleada do Chelsea por conta dos atletas experientes em “competições internacionais”, leia-se organizados pela FIFA.

E gastou tempo, verificando cada atleta se participou de seleções principais e as sub, para concluir o óbvio, mas que serve disfarçadamente para reforçar a velha piadinha de time sem passaporte.

Falando em passaporte, o consulado japonês em São Paulo já expediu mais de 8.500 vistos, 10X acima do normal. Quando o Santos foi ao Japão ano passado, o mesmo consulado expediu apenas 800 vistos.

Sanchez pegou o boné na CBF e Marin fez o mesmo no Corinthians e não chefiará a delegação do clube no Japão, mas estará lá para guardar medalha no bolso como convidado FIFA.

Lembrando que Lula foi o primeiro convidado, mas por questões de saúde não pode aceitar e Ronaldo tem compromisso com o Medida Certa, que estará na reta final. Só depois Marin foi convidado, por conta da boa relação entre o clube e a CBF. Bom, azedou, né?

Enfim, qual será a próxima “novidade” para algum jornalista se perfazer em cima do Corinthians? Afinal, o Chelsea é o favorito e nós, apenas um bando de loucos!

Postar um comentário