11/05/2012

Campanha fracassa e inicia crise no Corinthians

sousocio

Campanha por sócios fracassa, por Jorge Nicola do Diário de SP

O jornalista Jorge Nicola afirma que 200 sócios a mais no clube é um número desprezível. Cita que “as previsões mais otimistas” contavam com a entrada de novos sócios, chegando aos 15 mil até o final do ano. Atualmente o clube tem 3.200 sócios com condições de votar para presidente.

Obviamente que se fossem esperar a entrada de 12 mil sócios, receber 200 é, sem dúvida, um enorme fracasso. Porém, se você tem uma média de 85 sócios por mês, receber 469 sócios em um único mês de campanha, é motivo de tomar “uns bons drinks”.

Abaixo, transcrevo parte do e-mail de Sérgio Alvarenga, onde ele realmente coloca os pingos nos ‘is’, afinal de contas, aqui tem informação de verdade!

 

--- Início ---

Primeiro, a recolocação da verdade. As medidas até agora implantadas – a) desconto e chamamento do associado inadimplente; b) desconto para o fiel torcedor – obtiveram, em um mês, a adesão de 469 pessoas.

Em uma análise absoluta, o número é realmente baixo. Em também acho. Comparando-se com o tamanho da torcida chega a chocar.

Contextualizando-o, porém, percebe-se que não é uma quantidade desprezível.

Pois bem. Nos últimos 06 meses (maio/outubro/2012), sem considerar as promoções, o clube recebeu um total de 330 associações. Uma média de 55 por mês.  Ou seja, a campanha proporcionou um aumento de mais do que 8 vezes a média mensal. Definitivamente, não é pouca coisa.

Considerando o ano inteiro de 2012, com a inclusão de janeiro e fevereiro, meses que, por conta do clima, tradicionalmente experimentam um crescimento anormal nas associações, chegamos a um número total de 849. Uma média de 85 por mês. 

Ou seja, mesmo considerando os “meses especiais”, o aumento foi de mais de 5 vezes a média mensal do ano. Imaginem quando a campanha alcançar esses meses...

Outros números. Nas ultimas eleições, votaram 3094 sócios. Os novos associados, aderentes às promoções, em apenas um mês, representam 15% dos eleitores presentes. A diferença entre o candidato vencedor e o derrotado foi de 610 votos...

Em conclusão, para apenas um mês, no contexto específico, o número de 469 adesões está longe, muito longe, de ser um fracasso...

Está tão longe do ideal quanto de ser um fracasso!

Tudo isso sem contar que esse deve ser considerado um processo lento, de fôlego, de paciência. Um verdadeiro trabalho de formiguinha. Sabemos que apenas com a insistência incutiremos no Corinthiano a importância de associar-se ao clube.

Ainda há muito a ser feito. E faremos!!!

--- Fim ---

 

E aí? É realmente o fracasso que o jornalista apontou ou a história não é bem essa?

 

PS. O título da matéria é sensacionalista mesmo, pra chamar a atenção, típico da imprensa abutre. #ficadica

Postar um comentário