12/28/2010

Retrospectiva 2010

xot

“Foi um ano bom para o Corinthians, mesmo sem títulos”, brandou Sanchez na entrega do Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta.

O futebol profissional não conquistou títulos no ano de aniversário de seu centenário, mas manteve tabus. Campeão Paulista no ano anterior, focou a Libertadores e demorou para entrosar o elenco e chegar no quadrangular final.

Mano Menezes com elenco estrelado sucumbiu nas oitavas da Libertadores e como prêmio virou o segundo mais querido para o lugar de Dunga na Seleção. O goleiro Felipe entrou em rota de colisão ao exigir novo aumento salarial.

Comemoramos o centenário, o marketing nunca foi tão acionado e depois da Copa e o adiamento da partida contra o Vasco, o Corinthians seguiu uma turbulência que desde 2007 não aportava no Parque São Jorge.

Em 7 jogos no Brasileirão, conquistou apenas 3 pontos, porém mantendo-se entre os 3 primeiros colocados, sonhou bem mais do que a vaga para a Pré-Libertadores.

Foi com Adilson Batista que o elenco foi pressionado e os pseudos bons resultados deram lugar à uma vasta lista de lesões.

Sem os principais jogadores, entraram em campo jogadores que não conseguiram render absolutamente nada como Souza e Defederico, apontados pela torcida como os micos do centenário.

Tite veio como quinta opção, largou a disputa do Mundial de Clubes para reassumir o Corinthians, mas não conseguiu dar ritmo e ofensividade ao elenco, amargou perder pontos preciosos e viu o adversário Fluminense, que peitou CBF, faturar o Brasileirão.

Titulos esvaziados, o Corinthians foi campeão da Fórmula Truck, conseguiu inaugurar 70% de seu CT e emplacou um estádio que será abertura da Copa do Mundo.

Termina 2010 com Souza, Dodô e Boquita indo para o Bahia, Elias para o Atlético de Madri e sonha com Zé Roberto, Marcinho, Cristian, Ânderson Polga, Liédson, Sacomani, Borges, Alecsandro, Juio Baptista, Alex e Adriano. Este último o atleta problema do século. 

Por fim, manteve tabus com seus principais adversários regionais, alguns com 4 anos sem vitórias e outros com um histórico vergonhoso, o Corinthians fecha 2010 sem ter levado vantagem alguma, nem títulos nacionais mandrakes e tão pouco ajudado pelo apito amigo em momentos decisivos. No centenário, não teve nada… nem mesmo ajuda.

Não foi campeão em campo, mas foi campeão fora dele. Para quem vive de títulos foi o centenada, mas para quem vive de Corinthians, bom, eu reclamaria do preço do ingresso, mas… feliz ano novo!

Postar um comentário