8/10/2009

Efeito bola de neve

Com apenas dois pontos conquistados nos últimos quinze disputados, o Corinthians segue sua sequência de insucessos e ocupando a 11° colocação com 25 pontos (10 a menos que o líder), faltando praticamente metade do campeonato e com apenas 1% de chances de título – segundo o ChanceDeGol – o que o atual campeão paulista invicto e o recém tri-campeão da Copa do Brasil vislumbra para esta temporada?

Fora da Copa Sulamericana, distante de conquistar o título nacional, como fazer para emplacar o Corinthians vitórioso do primeiro semestre? Será que o torcedor consumirá artigos esportivos com a marca Corinthians? Será que continuará indo aos estádios com ingressos à preços VIP? Loteará mais alguma parte do abadá em forma de camisa? Fará algum outro grande negócio com jogadores em queda livre de produção?

Alguns jogadores já saíram faz tempo, mas ainda são lembrados perante a atual realidade. Mano não tem desculpas, não as pode dar, não cita possibilidades, joga nas mãos da imprensa um prato cheio à ser devorado. A diretoria some, consome a paciência do torcedor, que grita, chora, esperneia e CONDENA: Desmancharam meu Timão!

Soluções? Bom, aguardamos os donos das camisas 6 e 10 chegarem, sonhando com um centenário melhor, disputando uma desejada Libertadores – obsessão para alguns – mas bem mais do que isso, EXIGINDO que o centenário seja a melhor temporada de todos os tempos. Falemos de Riquelme, falemos de Lucas, que tal falar sobre o CT Reformado e o tão sonhado estádio?

Respostas para tais questionamentos, bom não as tenho, mas sei que o Corinthians precisa reagir, reencontrar seu melhor futebol, chegar com reforços, pensar no ano que vem, sem deixar este murchar, caso contrário, ingressos vão encalhar, materiais esportivos não serão vendidos e pior, assistiremos uma corrida maluca e obsessiva para ganhar um torneiro de qualquer jeito. Uma novela que sabemos o final…

Postar um comentário