8/10/2009

Deputado exige rigor em gastos pra Copa

Veja: Silvio Torres teme que festival de gastos do Pan 2007 se repita

O deputado federal Sílvio Torres (PSDB-SP) reagiu negativamente às declarações dadas pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, confirmando que será necessária a utilização de dinheiro público para a conclusão das obras em boa parte dos estádios que serão utilizados na Copa do Mundo de 2014.

"O que temíamos já está acontecendo. O reconhecimento de Ricardo Teixeira, como presidente do Comitê coordenador da Copa 2014, de que haverá necessidade do uso de recursos públicos para construção e reforma de estádios, apenas confirma o que vínhamos alertando e reforça a necessidade da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) de monitorar os gastos federais com a Copa de 2014, através da subcomissão permanente, instalada em março deste ano na Comissão", desabafou o presidente da CFFC.

Torres acredita que os problemas ocorridos na fase preparatória para a realização dos Jogos Pan-Americanos de 2007, que tiveram como sede o Rio de Janeiro, deverão se repetir. "Não tenho dúvidas de que surgirão mais problemas no transcorrer da organização desse megaevento esportivo, que acabarão sendo resolvidos com recursos públicos, principalmente do governo federal, a exemplo do que aconteceu com a organização dos Jogos do Panamericanos do Rio", lembrou Torres.

O deputado acrescentou que, por ocasião do Pan, além da disparidade nos valores - de R$ 400 milhões previstos para quase R$ 5 bilhões -, a maioria dos recursos foi injetada pelos cofres públicos, muitas obras foram realizadas sem licitações e a prestação de contas não foi aprovada pelo Tribunal de Contas da União, que apontou várias irregularidades e até superfaturamento.

Comentário do Blog: Alguma novidade nisso? Vamos pagar mais essa conta, pra felicidade de um clube da capital que reformará e cobrirá – de graça - o estádio que um dia lhe deram de presente.

Postar um comentário