12/13/2012

Paixão e Barulho

Os ingleses sabem que são os favoritos e respeitam Corinthians e sua torcida.

Acreditam no título, apesar da atmosfera hostil de 20 mil torcedores torcendo contra.

Nossa torcida não impressiona nenhum daqueles que jogam nos congelantes campeonatos europeus, onde a torcida assiste sentada e numa jogada sensacional apenas aplaudem.

Por esse motivo que o Corinthians é visto como um time de paixão e barulho, nada mais.

O Chelsea é um time que dominou o meio-campo com David Luiz contra a frágil marcação do Monterrey. Apresentou intensa movimentação e entrosamento do trio Mata-Oscar-Hazard atrás de Fernando Torres e as jogadas pela esqueda com apoio de Ashley Cole.

A semifinal do Chelsea contra o Monterrey foi um treino contrastando com o sufoco que foi a partida do Corinthians contra o Al Ahly, principalmente no segundo tempo.

O Corinthians precisará entrar com uma forte marcação e ter uma saída de bola ofensiva com rapidez e um absurdo índice de passes certos. Tite já pensa em sacar Douglas para a entrada de Romarinho.

Preocupa o posicionamento de Fábio Santos e Alessandro, assim como a forma com que Ralf e Paulinho vão combater e ligar o meio campo. Danilo terá que ficar na esquerda com o Ashley Cole, mas afinal de contas, isso é com o mestre Tite.

O que temos de certeza é que o Corinthians precisará jogar mais bola do que fez em sua estréia, contar com uma marcação forte, aguentar a pressão e tentar uma maior posse de bola. Jogo enjoado, chatinho, não muito diferente do que assistimos na Libertadores.

E somos todos guerreiros, não é o favoritismo que vai tirar a motivação e a vontade de vencer. Quem entra em campo já pensando na derrota, nunca vai vencer. E o Corinthians já provou que pode e vai conseguir.

Seremos campeões dessa porra, de novo e aguentem dormir com esse barulho, afinal se ninguém conhece o Corinthians, domingo vamos mostrar quem somos e não apenas paixão e barulho, mas superação e raça!

#VaiCorinthians

Postar um comentário