2/16/2012

Vale a pena ver de novo.

O Corinthians estreou na competição mais comentada e cobiçada das últimas duas décadas, essa tal de Libertadores.

Junto com o Timão, a série interminável de adjetivos, piadas e o #mimimi de sempre praticado pelos antis.

Confesso que nada disso me incomoda. Hoje entendo que o time precisa de entrosamento e regularidade para disputar todas as competições em alto nível, não com a obrigação de vencer, mas com o dever de não se entregar nunca.

Me irrita mesmo a papagaiada que a trupe da TV Globo insiste em reforçar a cada passe errado como “o nervosismo da Libertadores”, a “falta de tradição na Libertadores”, a “inevitável derrota na Libertadores”, como se o torneio fosse algo sobrenatural e o Corinthians um intruso.

Sem alternativa, fui obrigado a engolir a narração do Santista que trocou o nome do Liedson pelo do Neymar, do comentário de um ex-atleta dizendo que o Danilo sumiu a cada 10 minutos e do ex-arbitro falando que “Libertadores é diferente”.

Nem FX, nem FoxSports, nem SporTV, nem PFC. Fui refém da felicidade alheia com o gol estilo trapalhões e que quase decretou nossa derrota.

Porém não fiquei chateado com o Júlio César ou com o Chicão, estava nervoso por causa da transmissão. Pensei em mutar a TV e ouvir no rádio, mas esse delay maldito da TV tira a vontade de ver e eu quero ver!

Do outro lado, um novohorizontino que teve a sorte de marcar um gol. Aí o Tite de lá não fez o time recuar, mas ordenou a irritante e anti-desportiva cera. Cai um aqui, cai outro alí. Lembrou aquele Corinthians x Atlético-MG no segundo turno do Brasileirão passado em que o Adriano marcou no final, desta vez quem fez a as vezes foi Ralf.

Apesar do empate do Flamengo, da derrota do Santos – o atual campeão, diga-se – o assunto ao final da partida até agora é o Corinthians.

E apesar de não acreditar em “lições do futebol”, o primeiro ponto conquistado ontem, da forma que foi, do jeito que aconteceu, vai acordar muita gente. Tite precisa rever esse conceito de “vou fazer gol quando quiser”, jogadores precisam armar melhor esse meio campo, alguns torcedores já colocam as cornetas para funcionar. Definitivamente começou a Libertadores.

E só pra lembrar, cadê as piadinhas sobre estádio? É disputando que se conquista. Quem está fora, seca, lamenta e se apega ao passado.

#VAICORINTHIANS

Postar um comentário