1/26/2012

E se a moda pega?

sonnen_cinturao_60 Sonnen posa com cinturão fake e afirma: Sou o verdadeiro campeão!

“Muitos caras podem ser lutadores, mas poucos podem ser campeões. O cinturão original é meu. Você viu como me caiu bem? Anderson Silva é uma fraude, está ultrapassado e o tempo dele já passou. Seja bem vindo ao ano ''2000 e Chael''. Sou o verdadeiro campeão dos médios”

Isso me faz lembrar da taça de campeão brasileiro de 2011 ‘paralela’ que foi oferecida ao Vasco. O prêmio simbólico foi oferecido pelo Placar Real, que supostamente aponta erros de arbitragem.

Me faz lembrar de títulos como o octocampeonato dos sardinhas e da porcada, do tricampeonato mundial do time da Vila Sônia e outras invenções como a taça de 1° campeão mundial de clubes de 1951 pela porcada que aguarda o fax da Fifa até hoje.

Uma leva de #mimimi que tem relação direta às conquistas do Corinthians. Afinal, quem aqui não comemorou o recente título da Copa SP e em seguida escutoude algum anti: “Ah, mas vocês não tem Libertadores” (#mimimi, aperta o play)?

Que tal uma taça pro Fluzinho de campeão moral? Já que tudo quanto é jornalista especialista diz que o Corinthians teve uma tabela mais suave, que jogou contra ninguém, que só venceu todas por sorte, que a base é ruim, que a administração não presta e… (respira) algo que cansa qualquer torcedor, até o mais oposicionista oportunista.

Sonnen, ao posar com um cinturão de um título imaginário, apenas acena com toda essa tendência. Campeão por fax, comemoração de título por correspondência, decreto ou mesmo “unificação”. Vencer ficou, definitivamente, em segundo plano.

- Alô Sonnen, fica do lado do fax que o título tá chegando, beleza?

Postar um comentário