4/07/2009

A queda do imperador

InterAdriano

Adriano saiu do Flamengo para o estrelato Europeu, conquistou fama e dinheiro, porém sem a tutela do pai, o jogador descambou para o álcool, mulheres, festas e tomou diversas atitudes condenáveis.

O que seria um sonho para qualquer jogador, para Adriano tornou-se um pesadelo. Ele está deprimido, abatido, cada vez mais envolvido com o álcool e necessita de apoio especializado.

A Inter não quer perder seu investimento, por este motivo o técnico José Mourinho evita polemizar ou bater de frente. O clube procura alternativas para resolver tal ‘problema’.

O São Paulo foi contatado para um novo empréstimo, gratuito, onde Adriano seria acompanhado de agentes no melhor estilo ‘babá’ do jogador, mas a direção do tricolor agradeceu, informou que não teria lugar para Adriano no elenco, uma maneira mais amena de dizer que não queria novamente o jogador.

O receio da Inter é que Adriano volte a ter uma recaída, que se envolva em festas, álcool e até possa se drogar. Tem contatado alguns clubes, que tenham estrutura para ‘segurar’ Adriano. Dizem que até o Corinthians foi consultado.

Gilmar Rinaldi, empresário do jogador, deverá tomar a primeira providência que é a de internar Adriano em uma clínica de reabilitação em algum local privativo da Europa que é a preferência do clube, mas a situação formada pode forçar a Inter aceitar qualquer negócio.

Adriano precisa servir de exemplo para tantos outros jogadores. Será necessário resgatá-lo para o futebol e para a vida, pois o Imperador caiu, caiu feio, que até o clube mais organizadinho fecha-lhe as portas… a exemplo de Garrincha.

Boa sorte pra ele…

Postar um comentário