7/31/2011

#FORARICARDOTEIXEIRA

Tem quem comemore a manifestação de 700 pessoas que aconteceu ontem no Rio durante a transmissão do sorteio dos grupos para a Copa de 14, aparecer no Jornal Nacional.

Que vibre nas redes sociais e programas sobre a expressiva manifestação de 15 pessoas na estação Corinthians-Itaquera com faixas de “Pra que Copa?”.

A aposta, tal qual aconteceu com a campanha das `Diretas já!` é a vontade de quem apostou que a abertura seria em Minas, que haveria estádio em Pirituba, que já deu furos de reportagem.

Ora, não sou contra Teixeira, nem contra Copa, nem contra o estádio do Corinthians. Nem ao céu de isentar tudo que se é feito como uso de recursos públicos, continuísmo ou a chamada boa fé de quem não tem, nem ao inferno de condenar tudo e todos, como verdadeiros monges.

Vejo jornalistas que buscam lugar ao sol, justamente fazendo o jornalismo condenável de disparar contra tudo, sem olhar o próprio umbigo, mas como Abujamra mesmo disse em seu programa Provocações ao entrevistar tal megalomaníaco:

Há uma diferença muito grande entre saber e acreditar que se sabe. Saber é ciência. Acreditar que se sabe, é ignorância. Mas cuidado: saber mal não é ciência.Saber mal pode ser muito pior que ignorar. Na verdade, sabe-se somente quando se sabe pouco, poiscom o saber cresce a dúvida, que é preciso idolatrar sempre.”

Resumindo, os paladinos que sustentam o #foraricardoteixeira, também já tiveram seu #calaboca ecoando bem mais forte. Nem por isso deixaram de falar merda!

Postar um comentário