10/10/2012

Vem, vem pra porrada, vem!

Jogo virtual que simula briga entre organizadas provoca reação do MP

O jogador escolhe a torcida organizada e faz opção por que tipo de confronto que pretende usar e os locais. Enfrentam a polícia e ganham pontos conforme vão cometendo ações violentas.

Novidade? Não, o jogo tem pelo menos 4 anos e é uma variação do GTA e que pode ser facilmente encontrada na internet.

E qual a atitude do MP? Obrigar as organizadas a exigirem a retirada de suas logomarcas do jogo.

Eis que lhes pergunto: Como tirar uma logomarca de uma modificação gratuíta difundida na internet? É fácil tirar o da reta e botar no das organizadas.

Sinceramente, o MP poderia intervir de outras maneiras, como identificar os sites, fóruns, videos e locais de download do mod e simplesmente tirá-los do ar. Derrepente exigir que o Google deixe de indexar isso nas buscas. Sabemos que é quase impossível, mas preferem acionar as TOs.

Só que o “mais fácil” recebe como atitude, a resposta de um membro de organizada carioca para a reportagem dizendo que enviaria uma carta via FETORJ para que seja apurado, evitando relacionar a imagem da torcida à violência.

Resumindo, o MP não fará nada apenas se mostrará indignado exigindo providências, as TOs vão fazer vista grossa mandando cartas, exigindo atitude de seus comandados e solicitando que não usem o jogo, assim no futuro o jogo cairá no ostracismo, vai perdendo a graça por causa das limitações gráficas e técnicas.

Por fim, todos viveram felizes para sempre.

Postar um comentário