5/09/2008

Conto de fadas

Falemos hipoteticamente de um jogador "As", que jogou nos times "Xis", "Ypsilon" e "Zee", mas que foi valorizado por jogar um bom campeonato regional levando seu atual clube "Zee" a ficar entre os 4 melhores dos 20 times da competição.
 
Preterido pelo time "Gama", ele joga as últimas partidas já sabendo do interesse do grande clube, que lhe fez proposta satisfatória, onde 50% de seus direitos seriam do "Gama" e os outros 50% pertencentes a um pool de empresários que chamaremos de "Landers".
 
Porém outro pool de empresários que chamarei de "Zoo" querem atravessar o negócio, mas o pai de "As" deseja muito que o filho jogue no "Gama", porém o "Zoo" oferece mais e quer ele no "Delta". O filho balança, mas quer dar um presente ao pai, eis que uma nova proposta lhe é feita, desta vez uma triangulação. "Zoo" compra a parte de "Gama" e deixa o jogador com o "Gama", assim sem estar preso num fornecimento exclusivo de jogadores ao "Delta", o grupo "Zoo" pode investir naquele promissor jogador.
 
O resumo da obra... "Gama" agradece aos céus, pelo pai de "As" ser fanático pelo "Gama" a ponto do filho exigir jogar em tal time, contra o "Delta", arqui-inimigo de "Gama". Assim a vontade do jogador prevaleceu e combinou-se com o investimento, algo raro no futebol dos dias atuais.
 
"As" espera viver feliz para sempre, pelo menos até 2011, quando acabará seu contrato ou antes, quando for estranhamente convocado e observado por times europeus...
 
 
Postar um comentário