2/08/2013

#vemseanpenn

Timão admite contato com investidor por Sean Penn.

Corinthians externa pela primeira vez conversas com grupo de empresários. Prazo apertado da Libertadores pode atrasar desejo. Investidores tentam convencer Hollywood.

“Conversamos (com os empresários), mas eles não falam pelo Corinthians. Se o Hollywood liberar, podemos conversar com o Sean Penn e ver também o lado dele, o que quer. Mas, por enquanto, tudo o que sabemos é pela imprensa. Qualquer clube se interessaria por ele, mas é uma questão de oportunidade.” disse Duílio Monteiro Alves.

 

Obviamente que o texto acima é um chiste, originalmente falando do zagueiro Dedé e colocando o ator Sean Penn no lugar, mas poderia ser Kaká ou outro jogador interessante ao clube e não necessáriamente o Corinthians correndo atrás.

Para os empresários, ter um atleta preso muito tempo em um único clube e o mesmo não sendo um grande clube, é prejuízo. Empresários ganham dinheiro com transações.

Vem o grupo DIS e pergunta ao Corinthians (como poderia ser com Flamengo e Sâo Paulo): O fulano teria espaço no seu time? Aí formula-se uma idéia de negociação, como tempo de contrato, salários, luvas, etc.

O Empresário retorna ao atleta e diz que tem uma proposta do clube tal e que isso representaria como passagem para um time de ponta da Europa e participar da Seleção como valorização.

Porém, em nenhum momento o clube foi atrás, apenas manteve as portas abertas. Alguns jogam um balão de ensaio, como o Flamengo ao querer contratar Riquelme (como exemplo) e no dia seguinte diz que não tem interesse. É como um aviso aos empresários, um tipo de batsinal.

O Vasco faz o jogo que o Cruzeiro fez por Montillo e sabemos o final da história. Só que o Corinthians queria Montillo, já o Dedé… não seria ruim, mas não dá pra comprar salmão a preço de caviar.

E para encerrar, usei a campanha do #vemseanpenn para também dar moral ao ator Ariel Goldenberg do filme Colegas, estrelado por três atores com síndrome de down, o qual recomendo que todos assistam. Estréia dia 1 de março. 

Postar um comentário