8/27/2013

É motivo para tanta reclamação?

O Corinthians da Era Sanchez-Gobbi pós rebaixamento só sofreu uma grande crise em 2011 na elimiñação precoce contra o Tolima, na última partida de Ronaldo Fenômeno.

Na época, Tite era carta fora do baralho, mas Andrés Sanchez, o visionário, manteve o comandante que seria  o próximo Campeão Brasileiro, no ano seguinte Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes e este ano, Campeão Paulista e da Recopa.

O torcedor otimista lembrará de tudo isso, além da eliminação na Libertadores contra o Boca na péssima atuação da arbitragem, que isentou o time dos erros cometidos. Confiante, acredita que o time passará para a próxima fase da Copa do Brasil e estará até o returno do Brasileiro no G4 com a melhor e menos vazada defesa com apenas 2 derrotas no torneio.

O torcedor pessimista está revoltado com a série apática de empates e das partidas com poucas finalizações. Lembrará que perdemos contra o Boca na primeira partida por jogar muito abaixo do esperado. Dirá que ganhamos o Paulista por sorte ao passar para a final nos penaltis e a Recopa ganha contra um time ridículo.

Vai lembrar das saídas de Jorge Henrique e Chicão, reclamará de Alessandro, não entenderá o fato de Pato ser banco, tão pouco os motivos de Renato Augusto ser feito de vidro. E para arrematar a fase, lembrará que temos Ibson e Maldonado no elenco.

E explodiu a paciência, quando Sheik ficou na novela do renova-não-renova para semanas depois, promover selinho em redes sociais e fomentar a homofobia coletiva – e desnecessária – do time dos MACHOS.

Perdemos para o Luverdense, o Tolima do Cerrado. Cássio xingando torcedor pelo Twitter. Pato ignorando repórter. Sheik tendo que se desculpar por algo que nítidamente ele fez a revelia. O Corinthians ferve.

E a cereja do bolo: um dos torcedores presos em Oruro estava na confusão de Brasília, na partida contra o Vasco. É ou não é de lascar?

Agora eu lhes pergunto, vamos continuar com a visão pessimista ou seremos otimistas? Será que o time está tão ruim assim que não merece um voto de confiança do treinador que já foi campeão de tudo ou o tempo acabou?

Em tempo, perdemos esta semana o goleiro Gylmar, que virou estrelinha e Rincón sofreu acidente de carro e está internado com várias fraturas, mas estável e em recuperação.

Postar um comentário