9/06/2008

Pensando bem...

Não diga nada... Se for dizer, pense bem, pois tudo que você disser, poderá e será usado contra você!
 
Todas as verdades são fáceis de compreender depois de descobertas, a questão é descobri-las. Porém, se não ouvir todos os lados, tomar partido e ser intolerante, contradiz o próprio monopólio da verdade. Fato é que a verdade não tem lado.
 
Se uma esposa traida descobre a verdade, o traidor nunca assumirá seu erro, apostará na dissimulação de um amigo comum próximo, acusando-o de calúnia por tê-lo delatado e assim, transformando o erro principal em fato secundário, fortalecendo a acusação absurda de que 'tudo estaria bem' se não fosse a intromissão do, até então, amigo. Mas e se tal amigo nunca tivesse feito qualquer abordagem sobre a traição? É a mentira encobrindo a verdade.
 
Se a namorada de um amigo lhe confessa que nada sente pelo companheiro, que não sabe como encerrar o envolvimento por pena, cuidado com seus conselhos e não abra seu coração, pois suas impressões podem ser confundidas e o amigo passar anos lhe culpando por ter perdido sua alma gêmea unilateral.
 
Recentemente tivemos um episódio cruel da confissão tripla, feita sob tortura, que condenou 3 amigos à prisão por um estupro seguido de homicídio, onde só foram libertados 2 anos depois, quando o verdadeiro culpado foi encontrado. Eles eram amigos, companheiros e culpados pela amizade. Não é necessário pular da ponte junto, basta estar no mesmo barco.
 
Ter razão é fácil, mas perceber que os outros a têm e assumir a verdade, eis o problema. Alguns não voltam atrás em suas impressões, amam mais a comodidade da situação do que a verdade. Acredito que tem relação com a máxima que quando se está certo, ninguém lembra, mas quando se está errado, ninguém esquece. A desculpa é mascarar a verdade e culpar algo que encubra o fato. A calúnia e a injúria são as armas prediletas dos ignorantes e mediocres.
 
No Corinthians, a vaidade impera nos bastidores, pessoas usam pessoas, laranjas podres estão em todos os lados, situação e oposição, gente com pensamento arcaico, com a mente no continuismo, na vantagem pessoal, usando o clube como ferramenta de poder e 'status'.
 
Recentemente recebi a informação privilegiada sobre a camisa comemorativa, visando arrecadar o absurdo valor de R$ 4 milhões (absurdo o valor, não a proposta) e nem a publiquei, apenas comentei numa lista de amigos, mas da mesma maneira que soube da notícia, outros souberam e publicaram. Fui acusado de divulgar tal info antes da idéia ser formatada e aprovada. Não é a primeira vez que isso acontece, mas se era informação secreta, eu nem deveria estar sabendo, certo? Como disse antes, se souber de algo, não diga nada, guarde-a pra você.
 
Não tenho o mesmo trato com pessoas como tenho com clientes, amigos são amigos, não são escravos, tão pouco portas para oportunidades, nem muletas. Nunca me escorei em amizades, pelo contrário, sempre fui sugado. Sei dividir amigos de colegas e conhecidos, não estou interessado em possibilidades, apenas em ter gente saudável e com boas intenções, que compartilhem o querer bem, sem falar pelas costas.
 
Em tempo, por esses e outros motivos, aproveitarei meus dias de folga para fazer uma profunda mudança com relação aos meus contatos sobre o Corinthians. Nem situação, nem oposição, nem fulano ou ciclano, apenas eu e minhas convicções. Quem quiser, que me acompanhe.
Postar um comentário